Quarta-feira, 19 de junho de 2024

Ministro do Trabalho diz que “não está fácil” chegar a acordo de regulamentação de trabalhadores por aplicativo

O ministro do Trabalho e Emprego, Luiz Marinho, disse nesta segunda-feira (09), que “não está fácil” chegar a um acordo em relação à regulamentação dos trabalhadores por aplicativos. Segundo o ministro, o maior problema na negociação é com as empresas.

“Dos aplicativos, ainda não chegamos a um acordo. Não está fácil. Provavelmente vamos ter que remeter ao Congresso Nacional arbitrando para o que vai acontecer, porque as empresas estão muito duras em relação a isso”, afirmou o ministro.

Marinho disse também que a Uber é uma das empresas que mais avançou em relação a um acordo com os trabalhadores. “Aproveito para dizer que o debate da Uber, é uma das empresas que está no processo de acordo bem avançado. Mesmo que não estivesse, de maneira alguma que a Uber deixaria o Brasil. É o mercado número 1”, afirmou.

O ministro aproveitou a oportunidade para se posicionar sobre uma declaração que causou ruídos na semana passada envolvendo a Uber. Durante audiência da Comissão de Fiscalização Financeira e Controle da Câmara, ele afirmou que se a empresa quiser sair do Brasil, o “problema” é dela.

“A imprensa diz: ‘E se a Uber sair do Brasil?’ Primeiro que a Uber não vai sair do Brasil, porque o número 1 da Uber, o mercado número 1, é o Brasil (…) Agora, caso queira sair, o problema é só da Uber, porque outros concorrentes ocuparão esse espaço, como é no mercado normal”, argumentou Marinho.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Política

Entenda a “briga” entre Magrão e Luan após o GreNal
Rio Grande do Sul passa a integrar força-tarefa do Ministério da Justiça e Segurança Pública para combate ao crime organizado
Pode te interessar
Baixe o app da TV Pampa App Store Google Play