Terça-feira, 16 de julho de 2024

Músicas brasileiras representam 93,5% das mais tocadas no País

A música nacional é a preferida entre os brasileiros. A informação é do relatório do Mercado Fonográfico Brasileiro 2023, feito pela Pró-Música, que levantou as faixas mais tocadas no Brasil nos principais serviços de streaming de música.

O estudo foi divulgado nesta quinta-feira (21) e aborda o mercado da música brasileira em relação ao mundo, além dos hábitos de consumo no âmbito nacional. A pesquisa é feita com base no Global Music Report feito pela Federação Internacional da Indústria Fonográfica (IFPI, sigla do nome original em inglês), também divulgado nesta quinta-feira.

No ranking das 200 músicas mais tocadas nas plataformas de streaming em 2023 no Brasil, 93,5% eram de artistas brasileiros. Em primeiro lugar, ficou Marília Mendonça, com “Leão“. Na lista, a primeira música internacional aparece apenas na 43ª posição. É o hit “Flowers”, de Miley Cyrus. A música de Miley é, inclusive, a única de uma artista internacional entre as 50 mais tocadas.

O top 10 é formado majoritariamente por artistas da música sertaneja. Além de “Leão” de Marília Mendonça, aparecem no ranking, respectivamente: “Nosso Quadro”, de Ana Castela; “Erro Gostoso”, de Simone Mendes; “Bombonzinho”, de Israel & Rodolffo e Mari Fernandez; “Seu Brilho Sumiu”, de Israel & Rodolffo e Mari Fernandez; e “Oi Balde”, de Zé Neto & Cristiano.

Já na sétima posição está “Lapada Dela”, que é um feat entre o grupo de pagode Menos É Mais com Matheus Fernandes. Em seguida, está o funk “Tá OK”, de Dennis com MC Kevin O Chris.

Fechando o top 10 estão “Traumatizei” de Henrique & Juliano e “Duas Três”, de Guilherme & Benuto com Ana Castela e Adriano Rhod.

O levantamento feito pela Pro-Música considera os dados das músicas tocadas nas plataformas Spotify, Youtube, Deezer, Apple Music, Amazon Music e Napster. As informações são compiladas pela empresa BMAT e então analisadas pela Pro-Música.

O estudo também informou que o mercado fonográfico brasileiro cresceu acima da média global pelo sétimo ano consecutivo. Dessa forma, segundo a Pro-Música, o Brasil segue entre os mercados musicais mais importantes do mundo.

De acordo com os dados da IFPI, o Brasil está na nona posição no ranking mundial. O crescimento do Brasil, segundo a análise da Pro-Música, é motivado pelo streaming. Cerca de 87,1% das receitas do setor ocorreram por causa das plataformas de música, totalizando R$ 2,5 bilhões.

O consumo de música por meio de assinatura de serviços de streaming teve aumento de 21,9% e chegou a R$ 1,6 bilhão em 2023.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Brasil

Mais da metade da população brasileira vive a até 150 quilômetros do litoral
Cillian Murphy estará no filme de “Peaky Blinders”, diz criador da série
Pode te interessar
Baixe o app da TV Pampa App Store Google Play