Quarta-feira, 01 de dezembro de 2021

Nasa anuncia duas novas missões espaciais para 2030

A Nasa (agência espacial norte-americana) publicou em seu canal oficial no YouTube um vídeo que revela os planos da agência para o futuro do planeta Vênus, que até 2030 deve contar com o envio de duas missões espaciais que mapearão a região e produzir imagens de alta qualidade sobre o planeta.

Apesar de partirem simultaneamente, cada uma delas possui um objetivo específico e vão cumprir uma tarefa determinada pelos pesquisadores com o intuito de responder algumas dúvidas que ainda pairam sobre o planeta que carrega o nome de uma das deusas da mitologia grega.

O vídeo simula o lançamento da sonda e sua atuação ao chegar na órbita de Vênus, coletando informações sobre a atmosfera do planeta e contribuindo para que os pesquisadores consigam entender a formação desse gigante rochoso através de duas novas missões espaciais: VERITAS e DAVINCI.

A primeira sonda enviada através da missão ‘VERITAS’ terá como função orbitar o planeta e coletar dados sobre a atmosfera de Vênus, que diferentemente da Terra – embora seja chamado por muitos de “irmão gêmeo” do nosso planeta – conta com um ambiente hostil à vida e que apresenta alta pressão e temperaturas elevadas, além de densas nuvens que também serão estudadas pelos cientistas.

Essas características do planeta devem ser analisadas durante a missão ‘DAVINCI’ – nome dado em homenagem ao pintor italiano Leonardo da Vinci – que deve ser a peça chave do estudo, visto que consiste no lançamento de um módulo em Vênus que coletará uma série de informações importantes sobre a composição química do ar local com foco em procurar água.

O estudo será dividido em duas etapas: estudo da atmosfera e projeção do terreno usando infravermelho. O segundo vai avaliar a estrutura do solo e permitir compreender a linha do tempo e evolução do planeta ao longo dos bilhões de anos desde sua formação.

Missão

Decolou na quarta-feira, às 23h03 no horário de Brasília, a Expedição 66 para a Estação Espacial Internacional (ISS), diretamente do histórico Complexo de Lançamento 39A (LC- 39A) no Kennedy Space Center da Nasa (agência espacial norte-americana), na Flórida, nos Estados Unidos. A bordo de um foguete SpaceX Falcon 9, a missão apelidada de Cosmic Kiss (onde as três letras finais representam ISS), levou quatro astronautas para a órbita baixa da Terra, entre eles o 600º viajante espacial em 60 anos.

Imediatamente, o astronauta alemão Matthias Maurer, em sua primeira missão espacial, reivindicou o título de viajante nº 600. Juntamente com seus três colegas da Nasa (ele é da Agência Espacial Europeia – ESA), Maurer chegou à ISS, a bordo da Crew Dragon por volta das 21h10 (horário de Brasilia) desta quinta-feira (11). Esta é a terceira missão operacional de longa duração da Dragon, a Crew-3.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Ciência

Mulheres que amamentam estão mais protegidas contra o Alzheimer
“O que vou fazer – parar de envelhecer? Desaparecer?”, questionou a atriz Sarah Jessica Parker a respeito das críticas em torno de sua aparência
Pode te interessar
Baixe o app da TV Pampa App Store Google Play