Sábado, 22 de junho de 2024

Netflix passará a cobrar por ponto extra no Brasil

A Netflix comunicou nesta terça-feira (23) que começará a cobrar também no Brasil uma taxa por ponto adicional. A companhia diz, em comunicado, que a conta Netflix deve ser usada em uma única residência e que, para compartilhá-la, é preciso comprar um acesso de assinante extra por R$ 12,90 ao mês para cada novo ponto.

A plataforma de streaming começará a encaminhar e-mails para os assinantes brasileiros com as novas diretrizes.

“Todas as pessoas que moram nesta mesma residência podem usar a Netflix onde quiserem, seja em casa, na rua, ou enquanto viajam. Além disso, podem aproveitar as vantagens dos novos recursos como ‘Transferir um Perfil’ e ‘Gerenciar Acesso e Aparelhos”, afirma a companhia.

Além de pagar um valor adicional para cada ponto fora do mesmo endereço, o titular também pode transferir os perfis vinculados à sua conta para uma nova assinatura que será paga à parte.

A Netflix já havia anunciado nesta terça que a medida passa a valer nos Estados Unidos, mediante uma taxa adicional de US$ 7,99 por mês para adicionar um usuário externo à sua conta. O anúncio acontece cerca de quatro meses após a Netflix iniciar método semelhante de cobrança no Canadá, Espanha, Portugal e Nova Zelândia.

A redução no compartilhamento de senhas é uma das maneiras que a Netflix vem tentando provar aos investidores que consegue impulsionar margens mesmo em mercados maduros.

Disney

Está nos planos da Disney, há muito tempo, disponibilizar canais de TV ESPN num serviço de streaming independente. Agora, parece que a empresa começou o trabalho de desacoplar canais dos provedores de TV a cabo para oferecer ESPN diretamente aos “desertores” desse tipo de serviço (nos EUA, pelo menos).

O Wall Street Journal publicou que a Disney começou a preparar o terreno para essa transição. Empresa está em negociações com provedores de TV a cabo e ligas esportivas. Porém, ainda não definiu cronograma para serviço de streaming autônomo da ESPN – que pode levar anos para sair do papel.

A ESPN é uma das joias da coroa das TVs a cabo nos EUA. Tanto que ainda estará disponível em plataformas de TV tradicionais, mesmo após Disney lançar serviço de streaming, conforme divulgou o Wall Street Journal.

A Disney estreou o ESPN + em 2018. Embora serviço inclua jogos da MLB (liga nacional de baseball), NHL (liga nacional de hockey) e NFL (liga nacional de futebol americano) – transmitidos exclusivamente pela primeira vez na temporada passada – não possui canais de TV da ESPN.

Como tal, a Disney espera trazer confrontos que a ESPN carrega (incluindo jogos da NBA e da NFL) para o mundo do streaming fora dos limites de serviços como YouTube TV e Sling.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Fama & TV

Os dois melhores filmes que você vai assistir nesta semana na Netflix
Justiça confirma testamento deixado por Gugu Liberato que divide herança entre filhos e sobrinhos
Pode te interessar
Baixe o app da TV Pampa App Store Google Play