Segunda-feira, 17 de junho de 2024

Nível do Guaíba segue em queda

O nível do Guaíba, em Porto Alegre, seguiu em declínio nesse domingo (19), registrando 4,29 metros às 17h15min. Os dados são da régua da Secretaria do Meio Ambiente e Infraestrutura do Estado do Rio Grande do Sul (Sema) e Agência Nacional de Águas e Saneamento Básico (ANA). Na noite de sábado (18), a medição indicava 4,53 metros.

Esse valor representa uma queda significativa em comparação com os 5,35 metros alcançados no dia 5 de maio deste ano, e também está abaixo dos 4,76 metros registrados durante a grande enchente de 1941.

As águas do Guaíba estão em queda desde a terça-feira (14), quando fortes ondas foram registradas na região. Apesar da redução, ele ainda se encontra acima da cota de transbordamento, que é de 3 metros, mantendo-se em um nível que exige atenção.

Está é a maior cheia do Guaíba já documentada em 150 anos de medições, com o pico registrado sendo meio metro superior à cheia de 1941 que, até então, tinha sido a maior do Estado.

De acordo com o InMet, a previsão em Porto Alegre nesta segunda-feira é de sol com poucas nuvens, sem chuvas e ventos fracos. A terça-feira será de muitas nuvens com pancadas de chuvas isoladas. A mínima fica em 12ºC e a máxima, em 18ºC. Segundo o MetSul, a expectativa é que o vento Sul eleve o Guaíba a partir de terça-feira, e inunde áreas costeiras na Lagoa dos Patos.

No estado, ainda segundo o MetSul, o tempo melhora hoje em diversas regiões, com mais nebulosidade no Leste, com garoa e chuvas em alguns locais. Na terça-feira a instabilidade volta ao estado, com chuva moderada e forte principalmente no fim da tarde e início da noite.

De acordo com a previsão do Instituto de Pesquisas Hidráulicas (IPH) da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), o nível do lago deve permanecer acima dos 4 metros até o início desta semana. A altura da água deve começar a baixar em um processo de esvaziamento que deve levar, pelo menos, até o fim do mês de maio ou mais, dada a possiblidade de novas chuvas.

157 mortos

O número de mortos pelas chuvas no Rio Grande do Sul subiu para 157 nesse domingo (19), de acordo com o balanço divulgado pela Defesa Civil estadual às 18h. Ao todo, há ainda 88 pessoas desaparecidas — dado que apresenta uma diminuição em relação ao sábado. As autoridades estimam que a catástrofe tenha afetado a vida de 2,3 milhões de moradores de 463 municípios até agora — 93% do total. O número de desalojados subiu para 581.633 pessoas, e 76.955 em abrigos.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de em foco

Após publicar fake sobre chuvas no RS, Regina Duarte é punida pelo Instagram
“Lula está sendo enganado”, diz ex-conselheiro da Petrobras
Pode te interessar
Baixe o app da TV Pampa App Store Google Play