Segunda-feira, 15 de julho de 2024

O Instituto Nacional de Meteorologia emitiu um alerta laranja, indicando perigo de tempestade em várias regiões do Estado

O Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) emitiu um alerta laranja, indicando perigo de tempestade, abrangendo uma considerável parte do Rio Grande do Sul. O aviso, em vigor desde as 10h dessa terça-feira até a quarta-feira (14), aponta para a possibilidade de chuvas volumosas, intensas rajadas de vento e queda de granizo em pelo menos 160 municípios gaúchos.

O alerta, que engloba as regiões Central, Metropolitana, Fronteira Oeste, Norte, Noroeste, Serra e Litoral Norte, chama atenção para o risco de corte de energia elétrica, estragos em plantações, queda de árvores e de alagamentos. Segundo o Inmet, há possibilidade de chover entre 30 e 60 milímetros por hora, ou de 50 a 100 milímetros no dia.

O órgão ainda alerta para a possibilidade de rajadas intensas de vento, podendo variar entre os 60km/h e 100km/h. As velocidades previstas se aproximam das registradas na tempestade que atingiu a Região Metropolitana em janeiro deste ano.

Além de Porto Alegre e região metropolitana, o aviso do Inmet também abrange cidades como Alegrete, Antônio Prado, Bom Jesus, Cruz Alta, Erechim, Gramado, Lavras do Sul, Passo Fundo, Arroio do Sal, Balneário Pinhal, Santa Maria, Capão da Canoa, entre outras.

Instruções

Em caso de rajadas de vento, o Inmet orienta as pessoas a não se abrigarem debaixo de árvores, pois há risco de queda e descargas elétricas. Também não estacionar veículos próximos a torres de transmissão e placas de propaganda.

Se possível, desligue aparelhos elétricos e quadro geral de energia. Em caso de dúvida, busque informações junto à Defesa Civil (telefone 199) e ao Corpo de Bombeiros (telefone 193).

Áreas Afetadas

O alerta atinge as regiões Serrana, Oeste Catarinense, Metropolitana de Curitiba, Vale do Itajaí, Noroeste Rio-grandense, Grande Florianópolis, Centro Ocidental Rio-grandense, Sudoeste Rio-grandense, Centro Ocidental Paranaense, Metropolitana de Porto Alegre, Sudeste Rio-grandense, Sudoeste Paranaense, Nordeste Rio-grandense, Sudeste Paranaense, Norte Catarinense, Sul Catarinense, Centro Oriental Rio-grandense, Litoral Sul Paulista, Centro-Sul Paranaense, Oeste Paranaense e Centro Oriental Paranaense.

Calor extremo

Foi um fim de semana de Carnaval de calor intenso para os gaúchos. No sábado (10), a sensação térmica à tarde chegou a 43,5ºC em Porto Alegre. Segundo noticiou a MetSul, o calor se acentuou em algumas regiões com as maiores máximas, como se esperava, no Oeste do RS, nos vales e na região metropolitana.

De acordo com dados de estações do Instituto Nacional de Meteorologia, as máximas do domingo foram as mais elevadas desta onda de calor em algumas cidades. O órgão anotou máximas de 39,5ºC em Quaraí; 39,2ºC em Campo Bom; 39,1ºC em Alegrete; 38,6ºC em Uruguaiana; e 38,1ºC em São Borja. E as altas temperaturas prosseguiu na segunda (12) de carnaval, com temperatura de até 37°C em Porto Alegre.

O Rio Grande do Sul sofreu por mais de dez dias de onda de calor com marcas perto dos 40ºC e valores de sensação térmica acima dos 40ºC. Na história recente, somente os anos de 2010 e 2014 tiveram sequência de dias tão quentes na primeira metade de fevereiro.

Nessa terça, após quase duas semanas de marcas nos termômetros acima da média, a temperatura despencou com a chegada de uma frente fria que trouxe chuva generalizada para o Rio Grande do Sul e uma terça-feira com tarde de temperatura abaixo a muito abaixo da média desta época do ano.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de em foco

Passageiro de ônibus é flagrado com “supermaconha” durante viagem de Pelotas a Porto Alegre
Europa premia agricultores com mais proteção e exclusão do setor em meta climática
Pode te interessar
Baixe o app da TV Pampa App Store Google Play