Domingo, 19 de maio de 2024

Obras na Usina do Gasômetro, em Porto Alegre, devem ser concluídas neste semestre

As obras de reforma e revitalização da Usina do Gasômetro, na orla do Guaíba em Porto Alegre, foram conferidas de perto nessa quinta-feira (8) por representantes da prefeitura e do Ministério Público do Rio Grande do Sul (MP-RS). O objetivo foi verificar o andamento dos trabalhos, que devem ser concluídos até o fim do semestre pela Secretaria Municipal de Obras e Infraestrutura (Smoi).

Participaram da atividade o titular da Smoi, André Flores, e sua colega da pasta da Parcerias, Ana Pellini. O MP-RS enviou o promotor de Justiça de Defesa do Meio Ambiente da capital gaúcha, Felipe Teixeira Neto. Também estiveram presentes, os auditores Eduardo Lehnen, Fabiana Ester de Camargo e Fábio Beeling, do Tribunal de Contas do Estado (TCE).

Teixeira Neto mencionou a tramitação, na Promotoria, de um expediente sobre a Usina, que é um patrimônio histórico e cultural da cidade: “O município está fazendo as obras finais de restauro e a ideia é fazer uma concessão administrativa para devolver o espaço público à comunidade”.

Segundo o promotor, após esta vistoria realizada nesta quinta-feira, a ideia é — junto com o TCE — também acompanhar as obras finais e contribuir com a modelagem do negócio, que deve entrar em consulta pública. Felipe Teixeira Neto diz que a obra civil, sob responsabilidade do município, vai ficar pronta este ano.

Prédio histórico

O prédio foi inaugurado em 1928 e serviu como usina até 1974. Após décadas de abandono, foi reativado como centro cultural em 1991, durante a gestão do então prefeito Olívio Dutra (PT), passando a abrigar escritórios municipais, espaços para eventos e sala de cinema, dentre outros atrativos.

Problemas na conservação do imóvel e no plano de prevenção de incêndios fizeram com que o local fosse fechado ao público em novembro 2017, para realização das melhorias e adequações. As obras foram inciadas naquela época e acabaram paralisadas entre outubro de 2021 e julho do ano seguinte.

A revitalização busca preservar o edifício com suas características originais. Na lista de melhorias estão a recuperação das estruturas, realocação do acesso principal e revisão do PPCI. O investimento total é de R$ 16,5 milhões, mediante recursos do Banco de Desenvolvimento da América Latina (CAF).

Também serão executadas qualificação dos espaços para atividades culturais e exposições, recuperação e reabertura do terraço do 4° pavimento e acessibilidade em todos os espaços.

(Marcello Campos)

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Porto Alegre

CEEE Equatorial se explica a deputados estaduais sobre providências tomadas após o temporal de janeiro
Em conversa com ministra da Saúde, governador gaúcho defende a importância da vacinação contra dengue
Pode te interessar
Baixe o app da TV Pampa App Store Google Play