Terça-feira, 18 de junho de 2024

Pai de Amy Winehouse processa amigas da filha por vender bens da cantora

O pai de Amy Winehouse, Mitch Winehouse, está processando duas amigas de sua filha em mais de £ 730 mil (o equivalente à cerca de R$ 4,5 milhões) por lucrar com a venda de bens pessoais da cantora em leilão, segundo documentos judiciais obtidos pelo Daily Mail.

Administrador do patrimônio de Amy Winehouse, o pai da cantora alega que Naomi Parry e Catriona Gourlay enviaram “vários itens de propriedade pessoal de Amy durante sua vida” para dois leilões, em 2021 e 2023.

Ao direcionar o lucro obtido com a venda dos bens para si mesmas, as duas mulheres “converteram” o patrimônio de Amy para “uso próprio”.

Um comunicado divulgado à imprensa em novembro diz que “em 2021, o espólio de Amy leiloou itens de sua vida e carreira, com 30% dos lucros indo para a Amy Winehouse Foundation. Dois indivíduos venderam vários itens naquele leilão e retiveram os lucros para si”.

“Este ano, eles colocaram mais itens relacionados a Amy à venda em leilão, e juntos os dois leilões geraram somas de seis dígitos para cada um deles”, adiciona a nota.

“O espólio questionou como esses itens chegaram à sua posse e não obteve respostas satisfatórias. O espólio lançou, portanto, um processo legal para esclarecer a situação”, completam. Amy Winehouse morreu em 2011, aos 27 anos, de intoxicação por álcool.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Música

Filme adaptado do musical “Meninas Malvadas” ganha vídeo de bastidores
Rei Charles III fala de ecologia e paz em mensagem natalina
Pode te interessar
Baixe o app da TV Pampa App Store Google Play