Sexta-feira, 01 de julho de 2022

loader

Polícia Civil indicia homem suspeito de jogar ácido em mulheres em Porto Alegre

O inquérito que investigava os ataques com ácido em Porto Alegre foi concluído pela Polícia Civil nesta segunda-feira (14). O suspeito dos crimes, Wanderlei da Silva Camargo Júnior, de 48 anos, foi indiciado por lesão corporal grave, furto de placas de carro e adulteração de sinal identificador de veículo automotor.

Ele disse aos policiais que jogava ácido nas mulheres para colocar medo em sua ex-companheira, que vive na capital gaúcha, e queria tentar convencê-la a ir para Curitiba com ele, mostrando que o local que estava morando era perigoso. Camargo está preso previamente desde 4 de outubro. Ele foi encontrado na capital do Paraná.

De acordo com a polícia, foi possível descobrir o suspeito através de análises de imagens de câmeras de segurança. Além disso, as autoridades descobriram também que pelo menos três veículos foram alugados por
Wanderlei entre os duas 15 e 25 de junho e que um deles teve as placas trocadas pelo suspeito antes de atacar as vítimas.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Jornal da Pampa

Prédio residencial desaba em Fortaleza e deixa ao menos uma pessoa morta
Corpo carbonizado é encontrado em avenida de Alvorada
Pode te interessar
Baixe o app da TV Pampa App Store Google Play