Terça-feira, 25 de junho de 2024

Polícia Federal prende em Minas Gerais, irmãos foragidos nos Estados Unidos

Dois irmãos brasileiros foram presos no Aeroporto Internacional de Belo Horizonte, em Confins, após serem detidos nos Estados Unidos. Eles eram procurados por crimes de roubo e latrocínio cometidos por Brasil.

Um dos irmãos tinha sido condenado a 36 anos de prisão, e o outro, a mais de 6 anos. A dupla usava uma motocicleta e arma de fogo para os assaltos. Em uma das ações, de acordo com a Polícia Federal, os irmãos mataram um adolescente para roubar um celular.

Os dois eram considerados foragidos. Eles deixaram o Brasil em julho de 2017 e viviam nos Estados Unidos. De acordo com a agência de Imigração e Alfândega dos EUA, os irmãos foram detidos no dia 13 de maio por agentes do Departamento de Imigração e Costumes dos Estados Unidos, que atenderam um pedido da Interpol.

Segundo agência de Imigração e Alfândega dos EUA, os dois entraram ilegalmente no país em 2017. Os irmãos foram detidos pela autoridade de Imigração dos EUA em cumprimento a mandados de busca internacional da Interpol e por estarem em desacordo com as normas migratórias dos Estados Unidos.

As difusões vermelhas foram publicadas em agosto de 2020 pela Representação Regional da Interpol em Minas Gerais, a pedido da Justiça mineira.

Outra prisão – Um terceiro brasileiro vindo no mesmo voo com deportados dos Estados Unidos foi preso pela Polícia Federal, com mandado expedido também pela Vara Criminal da Comarca de Mantena. O homem de 32 anos foi condenado por crime de roubo.

De acordo com a Polícia Federal, ao chegarem em território brasileiro, eles foram presos, submetidos a exame de corpo de delito e conduzidos para Penitenciária Nelson Hungria.

Tráfico transnacional

A Polícia Federal, com apoio da Receita Federal, realizou no sábado (23) a prisão em flagrante de uma mulher de 18 anos por tráfico transnacional de drogas, em razão de envio de substâncias ilícitas oriundas do Uruguai e destinadas ao território nacional.

Em abordagens de rotina na aduana brasileira do Chuí/RS, policiais federais e servidores fiscais encontraram material suspeito durante vistoria em ônibus de linha que passava sentido Chuí – Santa Vitória, com destino final a cidade de Porto Alegre. Dentro da bagagem de uma passageira foram apreendidos cerca de 1 kg de entorpecente conhecido como ‘MDMA’ e um frasco contendo aparentemente substância conhecida como ‘Special K’.

De acordo com as investigações, as drogas teriam como procedência a cidade de Chuy, no Uruguai, com possível destino final o estado de Santa Catarina.

Na bagagem da passageira ainda foram encontrados US$ 2.200 (dois mil e duzentos dólares americanos), sem origem comprovada, montante igualmente apreendido em razão da possível ligação com o tráfico de drogas.

A suspeita foi conduzida à Delegacia de Polícia Federal, onde foi presa em flagrante pelo crime de tráfico transnacional de drogas. Após, ela foi encaminhada ao presídio de Rio Grande/RS, ficando à disposição da Justiça Federal.

A Polícia Federal dará continuidade às investigações, visando à identificação de outros possíveis envolvidos.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de em foco

Caixa anuncia novas regras com juros menores na compra da casa própria
Veja os prós e os contras do investimento em dólar
Pode te interessar
Baixe o app da TV Pampa App Store Google Play