Sábado, 13 de julho de 2024

Polícia Rodoviária Federal concede aposentadoria ao ex-diretor-geral Silvinei Vasques

A PRF (Polícia Rodoviária Federal) concedeu aposentadoria voluntária ao ex-diretor-geral da corporação Silvinei Vasques, réu por improbidade administrativa por pedir votos para o presidente Jair Bolsonaro durante as eleições.

A decisão foi publicada na edição desta sexta-feira (23) do Diário Oficial da União. Silvinei, de 47 anos, foi exonerado na terça-feira (20). Ele era funcionário da PRF desde 1995.

O policial também é investigado por blitze da PRF no dia do segundo turno das eleições. Contrariando determinação da Justiça, agentes pararam ônibus que faziam o transporte de eleitores. A corporação alega que fiscalizou questões técnicas dos veículos, como condições de pneus.

Ainda é alvo de investigação a conduta de Silvinei diante dos bloqueios de rodovias promovidos por apoiadores de Bolsonaro depois que ele perdeu a eleição para Lula (PT). O MPF aponta que há indícios de omissão da PRF por motivos políticos.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Política

Lula diz que tem o “compromisso de fazer o País voltar a sorrir” e que governo “não precisa de tapinha nas costas”
Centro Administrativo do Rio Grande do Sul é evacuado após vazamento de água
Pode te interessar
Baixe o app da TV Pampa App Store Google Play