Sexta-feira, 19 de julho de 2024

Porto Alegre terá projeto piloto que padroniza o manejo do tratamento de pacientes com câncer de próstata

Novembro é o mês mundial de conscientização da importância do diagnóstico precoce e da prevenção do câncer de próstata. E Porto Alegre tem uma importante notícia para a população. A cidade terá a implantação do projeto piloto das Guias de Manejo, que deverá ocorrer no primeiro semestre de 2023.

Padronizar o manejo do tratamento de pacientes com câncer é fundamental no que se refere, principalmente, no resultado desse processo tanto para quem tem esta doença como aos seus familiares. Segundo o coordenador do projeto das Guias para pacientes com câncer de próstata, Dr. Brasil Silva Neto, urologista e diretor médico do Hospital de Clínicas de Porto Alegre, “desde 2019, quando iniciou o processo de elaboração das diretrizes, houve um engajamento muito grande de parte da sociedade médica porto-alegrense, de grupos de experts internacionais, do Instituto de Governança e Controle do Câncer (IGCC) e da equipe técnica do City Cancer Challenge Foundation (C/Can)” – entidade que apoia cidades em todo o mundo para melhorar o acesso a cuidados de câncer.

De acordo com o Dr. Brasil Neto, as Guias têm como foco, além do tratamento, o diagnóstico. “São dois pilares fundamentais durante todo o processo de acompanhamento dos pacientes”, afirmou. O especialista salienta que a implementação “deverá ser gradativa e irá contemplar tanto hospitais da rede pública como privada e unidades de saúde de Porto Alegre”.

A importância da conscientização, não apenas no que se refere ao câncer, mas no âmbito geral em ter hábitos saudáveis, é ressaltada pelo coordenador do projeto. “É importante que as pessoas conversem sobre saúde e façam os exames preventivos”, declarou o médico.

Ele reforça o esforço do trabalho voltado à elaboração das Guias de padronização do tratamento dos pacientes com câncer. “É um esforço que iniciou em 2019 e tem um objetivo muito nobre em buscar acesso de qualidade no que se refere à prevenção”, finalizou.

A presidente do Conselho de Administração do IGCC, Dra. Maira Caleffi, salienta que “precisamos do endosso da prefeitura, através dos centros de câncer em Porto Alegre, para que recomendem o uso das Guias”.

A médica destacou que, após a implementação do projeto piloto – que também engloba câncer de mama –  em Porto Alegre, a ideia é estendê-lo a outras cidades brasileiras e, em uma segunda etapa, criar Guias também para padronização do tratamento aos pacientes com câncer de colo do útero, pulmão e melanoma.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de boas noticias

Morre, aos 78 anos, o gaúcho Gilson Dipp, ministro aposentado do Superior Tribunal de Justiça
Governo eleito consegue assinaturas necessárias para tramitação da PEC do Estouro em comissão do Senado
Pode te interessar
Baixe o app da TV Pampa App Store Google Play