Terça-feira, 16 de julho de 2024

Prefeitura de Porto Alegre decretará situação de emergência no bairro Partenon por causa da falta de água

Nesta quarta-feira (9), o prefeito Sebastião Melo informou que será decretada situação de emergência no bairro Partenon, na Zona Leste de Porto Alegre, a fim de acelerar a implantação de medidas no curto prazo para minimizar um problema que tem castigado a população dessa área da cidade no verão: o desabastecimento de água.

O anúncio foi feito durante visita à região com vereadores, secretários municipais e técnicos de gestão, a fim de conversar com moradores.

Também acompanharam a comitiva o promotor de Justiça, Habitação e Defesa da Ordem Urbanística do Ministério Público do Rio Grande do Sul (MP-RS), Heriberto Maciel, e o diretor da CEEE Equatorial, Giovani Francisco da Silva.

“Comparecemos com toda a equipe para trazer a nossa solidariedade às famílias que estão sofrendo com o desabastecimento”, discursou Melo. “Ouvimos, caminhamos e deliberamos. Estamos criando uma comissão com representantes da prefeitura, vereadores e moradores para construirmos soluções de forma conjunta.”

O primeiro encontro entre os integrantes de todas as partes está marcado para as 10h desta quinta-feira (10). O diretor-geral do Departamento Municipal de Água e Esgoto (Dmae), Alexandre Garcia, explicou que o problema ocorre devido ao abastecimento, que precisa chegar além da instalação da rede:

“Uma das medidas que será possível a partir de um decreto de forma emergencial será a instalação de reservatórios de água em residências, mediante o devido laudo que garanta a estrutura necessária para o procedimento”.

O Departamento Municipal de Habitação (Demhab) também atuará em conjunto nesse processo. “Em parceria com os moradores, vamos cadastrar os imóveis, para que essa relação sirva de base a todas as soluções construídas de forma conjunta”, frisou o titular do órgão, André Machado.

Situação dramática

De acordo com o chefe do Executivo municipal, a região a ser contemplada pela iniciativa inclui as Vilas São José, João Pessoa, Santo Antônio e Coronel Aparício Borges. A exemplo do Partenon, todas concentram grandes contingentes populacionais.

Desde o começo do ano, essas comunidades têm enfrentado problemas críticos com a falta de água, por vezes manifestando sua indignação por meio de protestos contra o poder públoco. Motivos: quedas de energia, superaquecimento nas estações de bombeamento e baixo nível dos reservatórios, por causa do alto consumo em meio calor extremo deste verão.

(Marcello Campos)

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Porto Alegre

Ônibus de Porto Alegre começam a circular sem cobrador na terça-feira que vem
“A ideologia nazista deve ser repudiada de forma irrestrita e permanente”, afirma Bolsonaro
Pode te interessar
Baixe o app da TV Pampa App Store Google Play