Segunda-feira, 17 de junho de 2024

Prefeitura de Porto Alegre realiza novo leilão de imóveis nesta terça-feira

Com expectativa de arrecadar até R$ 15,5 milhões, a prefeitura de Porto Alegre realiza nesta terça-feira (10) o quinto leilão eletrônico de imóveis do patrimônio municipal. Na lista estão dez terrenos e um edifício em diferentes bairros: Rio Branco, Camaquã, Guarujá, Azenha, Boa Vista, Medianeira, Navegantes, Santana, Menino Deus e Ponta Grossa.

A sessão está marcada para as 9h, de modo on-line por meio do site portaldecompraspublicas.com.br. Os detalhes  podem ser conferidos em edital publicado pela Secretaria Municipal de Administração e Patrimônio (Smap) na edição de 14 de setembro do Diário Oficial de Porto Alegre (Dopa), que pode ser acessado em prefeitura.poa.br.

Os arrematantes podem pagar o valor à vista ou em até 120 parcelas mensais. A correção tem por base o Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), divulgado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Itens oferecidos

– Rua Cabral nº1.029 (bairro Rio Branco).
– Rua Teotônia nº 252 (bairro Camaquã).
– Rua Murá nº 278 (bairro Guarujá).
– Avenida Érico Veríssimo nº 631 (bairro Menino Deus).
– Avenida Érico Veríssimo nº 1.426 (bairro Azenha).
– Avenida Francisco Petuco nº 200 (bairro Boa Vista).
– Avenida Carlos Barbosa nº 798 (bairro Medianeira).
– Rua Voluntários da Pátria nº 4.047 (bairro Navegantes).
– Rua Voluntários da Pátria nº 4.033 (bairro Navegantes).
– Rua Vicente da Fontoura nº 714 (bairro Santana).
– Estrada Retiro da Ponta Grossa nº 3.661 (bairro Ponta Grossa).

Pregões anteriores

Nos quatro leilões anteriores, a Executivo se desfez de um total de 43 imóveis, o que resultou no ingresso de R$ 48 milhões aos cofres da prefeitura. O dinheiro teve como destino, mais precisamente, o Fundo Municipal para Restauração, Reforma e Manutenção do Patrimônio Imobiliário.

“O leilão eletrônico já bateu recorde nos imóveis do Parque Industrial da Restinga, com mais de 72 mil metros quadrados vendidos e 31 lotes de 50 arrematados. Queremos avançar mais, possibilitando investir recursos em áreas sociais e na manutenção dos imóveis que são utilizados pelo poder público e pelos cidadãos”, observa o secretário de Administração e Patrimônio, André Barbosa.

– 1º leilão: três imóveis vendidos, de 12 ofertados em diversos bairros. Arrecadação de R$ 7,2 milhões.
– 2º leilão: sete terrenos vendidos no Porto Seco, de 15 ofertados. Arrecadação de R$ 28,6 milhões.
– 3º leilão: 31 imóveis vendidos na Restinga, de 50 ofertados. Arrecadação de R$ 9 milhões.
– 4º leilão: vendidos dois imóveis no Porto Seco, de oito ofertados. Arrecadação de R$ 3,2 milhões.

(Marcello Campos)

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Porto Alegre

Governo se divide: Lula é pressionado a não vetar marco temporal em terras indígenas e o tema abre divergência
Governo gaúcho já arrecadou 95% da receita esperada neste ano com o IPVA
Pode te interessar
Baixe o app da TV Pampa App Store Google Play