Terça-feira, 18 de janeiro de 2022

loader

Presidente da Anvisa garante que vacinas contra a Covid-19 não estão relacionadas à geração de outras doenças

O presidente da Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária), Antonio Barra Torres, disse nesta quarta-feira (27) que nenhuma vacina contra a Covid-19 aumenta a “propensão de ter outras doenças”.

Barra Torres deu a declaração na abertura de uma reunião da diretoria da agência, após o presidente Jair Bolsonaro ter afirmado, em uma live, que tomar a vacina aumenta o risco de uma pessoa desenvolver a Aids.

“Nenhuma das vacinas está relacionada à geração de outras doenças. Nenhuma delas está relacionada ao aumento da propensão de ter outras doenças, doenças infectocontagiosas, por exemplo. Vamos manter a tradição do nosso povo brasileiro de buscar e aderir ao PNI [Programa Nacional de Imunizações]”, afirmou o presidente da Anvisa, sem citar o nome de Bolsonaro.

Ele também ressaltou que os números de novos casos de Covid-19 no Brasil e as mortes em decorrência da doença estão caindo graças à vacinação.

“Relatórios oficiais do governo do Reino Unido sugerem que os totalmente vacinados – aqueles depois da segunda dose, 15 dias depois – estão desenvolvendo a Síndrome de Imunodeficiência Adquirida [Aids] muito mais rápido do que o previsto”, declarou Bolsonaro na live.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Brasil

Rio Grande do Sul registra 3.401 novos casos de Covid-19 e mais 25 mortes provocadas pela doença
Operação Finados reforça a fiscalização nas rodovias federais gaúchas a partir desta sexta-feira
Pode te interessar
Baixe o app da TV Pampa App Store Google Play