Terça-feira, 21 de maio de 2024

Primeira Globeleza, Valéria Valenssa, volta à Sapucaí após 20 anos com vestido de 20 mil pedras

A eterna Globeleza, Valéria Valenssa, retornou à Sapucaí após 20 anos para desfilar pela União de Maricá, escolha da Série Ouro do Rio de Janeiro.

Com um look com mais de 20 mil pedras, Valéria também foi homenageada por uma escola de samba que desfilou antes. A musa Natália, da Império da Tijuca, saiu com uma pintura corporal que lembrava as utilizadas pela Globeleza.

Valéria explicou a opção de usar um vestido longo em vez de fantasias nos moldes das que usava em seus antigos desfiles ou pinturas corporais

Símbolo do carnaval da Globo, Valéria esteve nas chamadas da folia por 12 anos. Para o grande retorno, a modelo e empresária escolheu usar um vestido longo, com uma fenda lateral, todo coberto de pedrarias e um decote não muito profundo.

“Eu acho que essas fantasias não combinam mais comigo. Eu, na verdade, sonhei com essa roupa, idealizei cada detalhe e a Fernanda Baião, uma estilista de Belo Horizonte, adaptou tudo que pedi”, contou Valéria.

A ex-globeleza também negou que recebeu uma quantia de R$ 200 mil para voltar a desfilar. “Eu vim a trabalho, e todo trabalho tem um custo de produção”, argumentou. A equipe dela afirma que Valeria recebeu uma quantia para produzir seu desfile, com equipe, roupa, assessores e todas as ferramentas, mas que o montante não chega ao valor noticiado.

Em 2022, Valéria Valenssa disse que não voltaria a desfilar, mas mudou de ideia. Ela chegou a sair por oito escolas de samba na década de 1990 e foi a Rainha da Portela entre os anos 1995 e1999.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Variedades

Justiça proíbe Marcius Melhem de citar Dani Calabresa
“Meu sonho seria puxar um bloco no Recife”, diz Ludmilla; cantora dançou frevo e arrebatou público
Pode te interessar
Baixe o app da TV Pampa App Store Google Play