Quarta-feira, 19 de junho de 2024

Projeto do Sesc/RS no litoral gaúcho, Estação Verão completa 20 anos

Há 20 anos, tinha início a primeira edição do Estação Verão Sesc, projeto do Sesc/RS que, durante o veraneio, leva esporte, lazer e cultura, gratuitamente, para o litoral gaúcho. A edição inaugural começou no dia 26 de dezembro de 2003 com atividades nas praias de Atlântida Sul, Arroio do Sal, Capão da Canoa, Cassino, Cidreira, Hermenegildo, Laranjal, São Lourenço do Sul, Torres e Tramandaí. Prestes a iniciar nova edição, a partir de janeiro, o projeto comemora a recepção do público.

“A ideia nasceu quando nós identificamos que havia uma demanda muito grande dos clientes que deixavam de frequentar as atividades do Sesc em suas cidades, como a academia e as ações recreativas, para irem veranear nas praias, que ainda eram muito restritas de oportunidades nesse sentido”, lembrou a coordenadora do Estação Verão Sesc, Melissa Stoffel. “Foi assim que buscamos uma forma de levar o esporte e o lazer para a beira do mar, para que as pessoas pudessem curtir mais as férias, usufruindo de iniciativas em prol da saúde e da diversão”, ressaltou.

Ao longo dos anos, o projeto passou por diferentes municípios, instalado em unidades temporárias, montadas especialmente para cada verão em espaços de madeira e contêineres. A primeira casa de praia fixa foi aberta em 2017 no calçadão de Tramandaí, em imóvel cedido pela Prefeitura Municipal. Atualmente, há outros dois endereços fixos: na Praia do Laranjal, em Pelotas, desde 2018, e em Torres, desde 2022, ambos com o apoio das prefeituras. Edições itinerantes, no entanto, ainda acontecem.

“O Estação Verão Sesc sempre teve muito compromisso com as novidades, então, todo o ano, a gente busca levar alguma coisa diferente para os veranistas”, conta Melissa. Em 2011, por exemplo, o projeto promoveu um ring de patinação no gelo artificial para Tramandaí e um circuito de arvorismo para Capão da Canoa. Também já teve minipista de golfe, óculos de realidade virtual, bubble soccer, bola aquática e outras iniciativas que marcaram as duas décadas do projeto.

Dentre ações que já são tradicionais, em todas as edições, estão a Escola do Chimarrão, festivais de escultura de areia, oferta de serviços de saúde, aulões de ginástica, oficinas de surfe e o empréstimo de cadeiras, guarda-sóis e materiais esportivos, sem custo. Desde 2013, são oferecidos banhos acessíveis, serviço que é realizado com cadeiras anfíbias para que pessoas com problemas de mobilidade possam se locomover pela areia e tomar banho de mar. No primeiro ano da ação, 76 banhos foram realizados. Atualmente, já são mais de mil por temporada. A procura inspirou a criação do “Dia da Inclusão” em 2022, data especial em que as praias, desde então, recebem atividades variadas adaptadas a pessoas com algum tipo de deficiência.

Para as férias de 2024, a programação será retomada a partir do dia 5 de janeiro. Na próxima edição, ações serão realizadas nas praias de Torres, Tramandaí, São Lourenço do Sul, Laranjal (Pelotas), Quintão (Palmares do Sul), Itapuã (Viamão) e Cassino (Rio Grande). A abertura oficial acontecerá em Tramandaí no dia 6, às 17h, com show da banda Os Fagundes.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Acontece

Evento da CDL POA, “Cenários 2024” aponta caminhos para empresários planejarem seus negócios
Aumento de casos de pedras nos rins no verão acende alerta para o consumo de líquidos
Pode te interessar
Baixe o app da TV Pampa App Store Google Play