Quinta-feira, 25 de abril de 2024

Putin assina lei para recrutar cidadãos russos condenados por crimes graves

O presidente russo, Vladimir Putin, assinou na sexta-feira (4) uma lei que permite o recrutamento de cidadãos com condenações pendentes ou não expurgadas por vários crimes graves. Os russos condenados por assassinato, roubo, furto, tráfico de drogas e outros crimes graves sob o Código Penal da Federação Russa podem ser convocados para o serviço militar, segundo a lei.

Isso torna possível mobilizar centenas de milhares de pessoas que foram sentenciadas a liberdade condicional ou que foram recentemente libertadas de colônias que antes eram proibidas de servir. O único grupo de criminosos isentos do decreto são aqueles que cometeram crimes sexuais contra menores, traição, espionagem ou terrorismo.

Também estão excluídos os condenados por tentativa de assassinato de um funcionário do governo, sequestro de aeronave, atividade extremista e manuseio ilegal de materiais nucleares e substâncias radioativas.

O Kremlin já mobilizou mais 18.000 soldados acima de sua meta de 300.000 para lutar em sua guerra na Ucrânia da população masculina geral da Rússia, disse Putin na sexta-feira.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Mundo

Renato Portaluppi segue indicando jogadores para a temporada de 2023; Mikael e Pedro Raul surgem como possibilidades
Twitter diz que demitiu 50% da equipe; rede tranquiliza sobre conteúdo
Pode te interessar
Baixe o app da TV Pampa App Store Google Play