Sexta-feira, 23 de fevereiro de 2024

Questionada ausência de Messi e presença de Cristiano Ronaldo no prêmio Bola de Ouro

A revista France Football divulgou os 30 nomes indicados ao prêmio Bola de Ouro 2022. Com a presença de Cristiano Ronaldo e de três brasileiros, a surpresa da lista foi a ausência do argentino Lionel Messi, maior vencedor do troféu, com sete. Neymar também não foi escolhido. O jornal L’Equipe questionou a presença do astro português, enquanto o camisa 30 do PSG não recebeu a indicação.

“Por que Messi está ausente enquanto Ronaldo está presente na lista de indicados para a Bola de Ouro 2022”, questionou o jornal francês.

O veículo citou que a mudança nos critérios do prêmio pode ter influenciado na não escolha do argentino.

“Um sacrilégio? Um evento que pode ser um terremoto na terra da bola redonda que Messi tantas vezes dominou. A modificação dos critérios da Bola de Ouro (o primeiro a estar ligado a performances individuais) não foi favorável ao jogador com treze pódios. O desaparecimento das conquistas na carreira foi até fatal para o argentino. A mudança na periodicidade também não ajudou. Por mais que Messi tenha surfado no título trazido de volta para a Argentina na Copa América, ele não pôde estar no páreo para concorrer o prêmio”, destacou o jornal.

Por outro lado, Cristiano Ronaldo está pela 18ª vez consecutiva entre os indicados para concorrer à Bola de Ouro.

Desempenho

O L’Equipe reconhece que Messi esteve longe das expectativas em sua primeira temporada pelo PSG. E essa foi a razão pela qual o argentino ficou fora da lista pela primeira vez desde 2005.

Messi realizou 34 jogos pelo Paris Saint-Germain na última temporada, e marcou somente 11 gols. Número muito bem distante, por exemplo, dos 91 tentos que o craque anotou, em 2012, quando estava no Barcelona.

“Acima de tudo, seu primeiro ano no PSG foi carimbado com o selo de decepção. Apenas seis gols, na Ligue 1. Uma inusitada falta de sucesso (11 tentos no total). 14 assistências, certamente, mas uma impressão desagradável de que uma parte de Leo tinha permanecido em Barcelona, sua frequência de avanços, sua determinação, seu lado irresistível não estavam presentes. Com o PSG, o transplante realmente não tomou conta, Messi parecia correr (andar?) após sua melhor forma, e a relação tensa com Mauricio Pochettino piorou o fenômeno”, enfatizou o jornal.

O veículo pontuou que uma preparação física truncada após a Copa América, longas viagens para a América do Sul e a contração do covid foram algumas das razões pelas quais o argentino não concorrerá ao prêmio que ele é o maior vencedor.

CR7, por sua vez, foi artilheiro do Manchester United na última temporada. O jogador, de 37 anos, marcou 18 gols na última Premier League. Além disso, o astro anotou 2 hat-tricks no torneio. Ao todo, foram 32 gols em 49 partidas em todas as competições.

Ademais, o português, superou o iraniano Ali Daei (109), como maior artilheiro por seleção (117). E agora vai em busca pela sua sexta Bola de Ouro após a indicação.

Brasileiros

Embora Neymar tenha ficado fora da lista dos 30 melhores jogadores do mundo pela revista francesa, o Brasil não ficou sem representantes.

Os brasileiros Vinícius Júnior e Casemiro, do Real Madrid, e Fabinho, do Liverpool, foram indicados e irão representar o País na premiação.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de futebol

Neymar faz dois gols na goleada do PSG sobre o Montpellier no Campeonato Francês
Felipão fala em despedida após classificação do Athletico Paranaense na Libertadores
Pode te interessar
Baixe o app da TV Pampa App Store Google Play