Sábado, 13 de julho de 2024

Receita apura fraude bilionária nos combustíveis

A Receita Federal do Brasil (RFB) deflagrou operação para desbaratar suposto esquema criminoso em pedidos de ressarcimento do PIS e do Cofins. A coluna apurou que, confirmada a fraude sob investigação, o esquema pode ter movimentado R$3 bilhões. Nesta primeira fase, são investigadas empresas de pelo menos quatro estados: Tocantins, Goiás, Mato Grosso do Sul, Mato Grosso, além do Distrito Federal.

Números colossais

O pente fino da Receita investiga possibilidade de fraude em mais de 18 mil pedidos de ressarcimento tributário, que totalizam os R$3 bilhões.

Tamanho do problema

O esquema é gigantesco. Os pedidos de ressarcimento foram apresentados por 1.176 empresas do setor de combustíveis.

É só o começo

As equipes da Receita negaram mais de 5 mil pedidos de ressarcimento. As solicitações negadas alcançam um valor impressionante: R$1 bilhão.

Vem mais por aí

Pelo número de envolvidos e o volume de dinheiro, a expectativa é que outra fase da operação seja deflagrada sem demora.

Hacker falante pega 20 anos e expõe uso de CPI

A deputada Rosangela Moro (União-SP) avalia que a pena de vinte anos de prisão para Walter Delgatti Neto, decretada nesta segunda (21), acaba o deboche do hacker de Araraquara: Ele “conseguiu a atenção que queria, inclusive a da Justiça”, diz a deputada casada com o atual senador e ex-juiz Sergio Moro. A suspeita de opositores a Lula é que Delgatti “causou” no depoimento à CPMI do 8 de Janeiro como manobra desesperada para tentar atenuar essa punição. A jogada não deu certo.

Só falação

O hacker de Araraquara afirmou, sem provas, que tratou com o ex-presidente Bolsonaro para combinar supostos serviços contra as urnas.

Plano fraco

A estratégia do hacker e advogados foi responder apenas a perguntas de lulistas e manter silêncio a perguntas de opositores de Lula.

Apenas 4 dias

A condenação do presidiário Delgatti a 20 anos de cadeia foi proferida apenas quatro dias após seu depoimento à CPMI.

Disputa nos detalhes

Após bate-boca em reunião do Cidadania, o presidente do partido, ex-deputado Roberto Freire (SP), retuitou postagem que prevê derrota na Câmara do retorno do imposto sindical pretendido pelo governo petista.

Comunista de iphone

Não passou batida a celebração do aniversário de Manuela d’Ávila nos Estados Unidos, terra do capitalismo. Seguidores da comunista não perdoaram, mandaram a ex-deputada do PCdoB celebrar em Cuba.

Geleia de anacronismo

A pretendida volta do imposto sindical, que explorou trabalhadores até 2017, revoltou o presidente do Novo. “O PT é uma geleia de anacronismos e falta de vergonha na cara”, mandou Eduardo Ribeiro.

Mudança nos ares

Além de registrar aumento na previsão para este ano, o último Relatório da Inflação do Banco Central diz que a chance de o governo Lula estourar a previsão do teto da inflação é de 61%.

Força de factoide

O governo destacou a Força Nacional para atuar no Acre e “combater o desmatamento”. Mas o Ministério da Justiça, que manda na Força, não divulga o efetivo, nem detalhes alegando “motivos de segurança”.

Segurança jurídica

Entidades do setor de telecomunicações enviaram ao Senado carta pela manutenção de Carlos Baigorri na chefia da Anatel. O Planalto quer o encurtamento do mandato para abrir vaga para um petista.

Bessias na mira

A CPI do MST articula convocação do ministro da Advocacia-Geral da União, Jorge Messias. O requerimento é de Gustavo Gayer (PL-GO), que vê indícios de irregularidades em repasse de recursos do Incra ao MST.

Cafungada sob análise

O Conselho de Ética deve seguir nesta semana com processo contra Márcio Jerry (PcdoB-MA) acusado pelo PL por importunação sexual contra Júlia Zanatta (PL-SC) após cafungar no pescoço da deputada.

Pensando bem…

…reforma ministerial remota fica difícil.

PODER SEM PUDOR

Animal por sentença

Certa vez em Cachoeiro do Itapemirim (ES), no ano de 1974, o vereador Roberto Valadão (MDB) atacou o prefeito da cidade: “O prefeito Teodorico Ferraço é um animal irracional!” Ferraço processou o adversário, que acabou absolvido. As provocações e os recursos continuaram até que o caso chegou ao Supremo Tribunal Federal, anos mais tarde, quando Ferraço era deputado federal. O STF confirmou a absolvição de Valadão, que foi à tribuna agravar o insulto: “O prefeito é um animal irracional, agora transitado em julgado!”

Com Rodrigo Vilela e Tiago Vasconcelos.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Cláudio Humberto

Com reforma, Lula irá igualar Dilma: 38 ministérios
Senador Hamilton Mourão afirma que governo Lula “aplica métodos do passado”
Pode te interessar
Baixe o app da TV Pampa App Store Google Play