Terça-feira, 25 de junho de 2024

Rita Lee considerou eutanásia após diagnóstico de câncer

Rita Lee, cantora que morreu aos 75 anos de idade no início de maio, cogitou a eutanásia após ser diagnosticada com câncer no pulmão em 2021. O relato foi deixado por ela em Rita Lee: Outra Biografia.

“Disse a ele [médico] que minha vida tinha sido maravilhosa e, que por mim tomava o ‘chazinho da meia-noite’ para ir desta para melhor. Que me deixassem fazer uma passagem digna, sem dor, rápida e consciente. Queria estar atenta para logo recomeçar meu caminho em outra dimensão. Sou totalmente favorável à eutanásia. Morrer com dignidade é preciso”, escreveu Rita.

A cantora não queria fazer o tratamento com radio e quimioterapia, porque viu o sofrimento da mãe, Romilda Jones, também vítima de câncer. Foi o apoio do marido, Roberto de Carvalho, e dos três filhos, que a fez mudar de ideia.

“Contei [ao chefe da área de oncologia do hospital] do trauma que ficou em mim por ter visto sofrimento da minha mãe fazendo esses dois procedimentos quando teve câncer. (…) O amor dos boys Carvalho/Lee me fez optar por aceitar fazer o tratamento, porque, se fosse por mim, adeus mundo cruel na boa”.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Música

Gisele Bündchen leiloa vestido usado em evento beneficente por R$ 238 mil
Após beijos no Coachella, Shawn Mendes e Camila Cabello passeiam coladinhos em Nova York
Pode te interessar
Baixe o app da TV Pampa App Store Google Play