Sexta-feira, 24 de maio de 2024

Saiba o que é o Concurso Nacional Unificado e quando vai ocorrer

O Concurso Nacional Unificado, popularmente chamado de “Enem dos concursos”, visa centralizar em um único certame os concursos autorizados para a seleção de servidores públicos em diferentes órgãos do governo federal.

Pagando uma única taxa de inscrição, os candidatos poderão concorrer a várias vagas disponíveis em órgãos federais, desde que sejam de uma mesma área de atuação.

Atualmente, o programa ainda é uma proposta do Ministério da Gestão e da Inovação em Serviços Públicos (MGI) aos outros órgãos do governo federal, que têm até o dia 29 deste mês para aderir à ideia.

A proposta foi desenhada após a procura de alguns órgãos que tiveram concursos autorizados e relataram ter dificuldade de organizar os certames por conta própria, explica José Celso Cardoso, secretário de Gestão de Pessoas do MGI.

De acordo com a pasta, a estratégia vai democratizar o acesso às vagas ofertadas pelo poder público e racionalizar os custos. O propósito do Ministério da Gestão é criar algo similar ao Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), cuja nota é usada por centenas de faculdades e universidades de todo o País em substituição ao vestibular tradicional.

Inicialmente, a proposta é realizar o concurso unificado para preencher as cerca de 8 mil vagas que estão abertas no serviço público federal neste ano, mas também cria bases de transição para um modelo de seleção periódico, afirma o MGI.

De acordo com o ministério, todas regras do programa vão ser esclarecidas após a adesão dos órgãos, que poderão agregar mais detalhes ao processo seletivo.

Inscrições

Os candidatos poderão concorrer a várias vagas de uma mesma área de atuação. No momento da inscrição, eles deverão optar por um dos blocos temáticos disponíveis. Após, será necessário indicar cargo/carreira por ordem de preferência entre as vagas disponíveis no bloco de sua escolha. O candidato também pode se inscrever somente para uma vaga específica.

Para o preenchimento das vagas, a banca avaliará o desempenho do candidato na prova e também a ordem de preferência que ele determinou para os cargos. O edital do concurso deve ser publicado até o dia 20 de dezembro, segundo o MGI.

A prova

O certame será aplicado em 179 municípios brasileiros e dividida em duas partes no mesmo dia, sendo a primeira formada por questões objetivas com matriz comum a todos os candidatos, e a segunda com questões específicas e dissertativas por blocos temáticos.

Após a primeira fase poderão ser agregadas, a critério dos órgãos ou por determinação legal de carreiras específicas, pontuações relativas à titulação acadêmica, experiência profissional, apresentação de memoriais, provas práticas, etc.

A realização da prova está prevista para o dia 25 de fevereiro de 2024, e os resultados gerais da primeira fase devem ser divulgados até o final de abril.

Número de vagas abertas 
Neste ano, o governo autorizou a abertura de mais de 16 mil vagas para ministérios e órgãos federais, incluindo o Banco Central e agências reguladoras. Para preenchê-las, já foram publicados os editais de alguns concursos específicos, como do IBGE, Ibama, Dataprev e MEC.

Já o Concurso Nacional Unificado visa preencher as 7.826 vagas de órgãos que ainda não organizaram concursos específicos.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Brasil

Minirreforma eleitoral libera doação em Pix para candidatos
Micro e pequenas empresas lideram geração de empregos no País
Pode te interessar
Baixe o app da TV Pampa App Store Google Play