Terça-feira, 21 de maio de 2024

“Saímos de especulações para provas”, diz ministro Gilmar Mendes sobre indiciamento de Bolsonaro

O ministro do Supremo Tribunal Federal(STF), Gilmar Mendes, afirmou estar “admirado” com os dados obtidos pela Polícia Federal (PF) e que levaram ao indiciamento do ex-presidente Jair Bolsonaro, do seu ex-ajudante de ordens tenente-coronel Mauro Cid e de mais 15 pessoas, no inquérito que apura fraudes em cartões de vacinação.

“Nós saímos de especulações para provas. [Os dados] São de fato muito convincentes de que algo muito ruim estava em marcha”, disse o ministro após participar de evento organizado pela Esfera Brasil e pela Mobilidade de Baixo Carbono para o Brasil (MBCB), em Brasília.

Ao ser questionado por jornalistas, o ministro do Supremo avaliou ainda que raramente houve avanços tão significativos, se tratando das investigações que envolvem o ex-presidente e que agora, cabe ao STF aguardar os trâmites do processo.

“A Polícia Federal fará relatório, mandará para a Procuradoria Geral, a Procuradoria Geral avaliando, fará denúncia, a denúncia terá que ser submetida ao Crivo do Supremo Tribunal Federal, então haverá direito de defesa e aí então o Tribunal recebe a denúncia.

Depois dessa fase, vem a fase da instrução, se tudo isso ocorre positivamente e aí apresentam-se provas de um lado e de outro e se julgam, aí assim a gente tem a conclusão”, afirmou.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Política

Ministro do Supremo dá 15 dias para Procuradoria-Geral da República opinar sobre indiciamento de Bolsonaro
Durante encontro com presidente de Israel, governadores pedem desculpas por “fala infeliz” de Lula sobre conflito com o Hamas
Pode te interessar
Baixe o app da TV Pampa App Store Google Play