Sexta-feira, 01 de julho de 2022

loader

Samu promove treinamento gratuito de parada cardiorrespiratória em Porto Alegre

O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) de Porto Alegre, por meio do Núcleo de Educação Permanente (NEP), promoveu neste domingo (24), no Parque Moinhos de Vento (Parcão), uma ação para orientar o público sobre como reconhecer uma parada cardiorrespiratória e aprender a fazer a reanimação cardiopulmonar. A iniciativa foi realizada em parceria com o Hospital Moinhos de Vento e a Sociedade de Cardiologia do Rio Grande do Sul (Socergs).

Pessoas que passeavam pelo local foram convidadas, com o apoio das equipes, a realizar uma demonstração da massagem cardíaca em bonecos. Também aprenderam a usar o desfibrilador externo automático, equipamento que pode auxiliar na reanimação. De acordo com o coordenador médico do NEP, Fabiano Barrionuevo, cerca de cem pessoas receberam o treinamento gratuito, muitas delas crianças. “É importante que elas aprendam desde cedo como proceder em uma situação como essa.”

Mortes – Doenças cardiovasculares, afecções do coração e da circulação são a principal causa de mortes no Brasil: mais de 1,1 mil mortes por dia, cerca de 46 por hora. Representam, em média, 700 ocorrências por ano no Samu Porto Alegre. “As paradas cardiorrespiratórias ocorrem quase sempre dentro de nossas casas ou locais de trabalho, de forma repentina e imprevisível. Por isso a importância de que mais pessoas aprendam a fazer a reanimação cardiopulmonar imediata”, destaca a coordenadora de enfermagem do NEP, Dinorá Cenci.

Como auxiliar – Em caso de suspeita de parada cardiorrespiratória, o primeiro passo é verificar se a pessoa respira ou responde. Logo após, chame ajuda e ligue para o Samu pelo fone 192, sendo o mais objetivo ao passar informações. Solicite o desfibrilador automático externo mais próximo, se disponível.

O segundo passo é iniciar as manobras básicas de reanimação cardiopulmonar, colocando as mãos entrelaçadas sobre o tórax, na altura do peito. Comprima de 100 a 120 vezes por minuto, aprofundando de 5 a 6 centímetros para estimular a circulação sanguínea. A reanimação deve continuar até a chegada do atendimento profissional ou se houver reação da vítima. Se possível, reveze as manobras com outra pessoa a cada dois minutos, pois o procedimento é cansativo.

O terceiro passo é utilizar o desfibrilador externo automático. Caso não tenha o aparelho, continue as massagens cardíacas até a chegada do Samu. Se a vítima se movimentar, interrompa as compressões e verifique se a pessoa responde.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Porto Alegre

Porto Alegre terá vacinação contra a covid em 52 pontos nesta segunda-feira
Brasil registra 6,2 mil novos casos e 187 óbitos mortes por coronavírus
Pode te interessar
Baixe o app da TV Pampa App Store Google Play