Domingo, 16 de junho de 2024

Terceiro voo com brasileiros que deixaram Gaza pousa em Brasília

A aeronave KC-30 (Airbus A330 200) chegou nesse sábado (23) na Base Aérea de Brasília transportando o terceiro grupo de brasileiros a deixar a Faixa de Gaza. O avião saiu do Cairo, capital do Egito, às 21h55 (horário local) de sexta-feira (22), com 30 repatriados, e aterrissou pouco antes das 7h na capital brasileira.

O grupo, inicialmente composto por 32 pessoas, chegou ao Cairo de ônibus. Um idoso não pôde embarcar por orientação médica e uma outra pessoa desistiu de embarcar. Dos 30 passageiros, 16 são brasileiras e 14 são familiares.

“A situação é muito difícil. Não há lugar seguro em Gaza. As crianças estão sempre com medo”, declarou um dos repatriados, após chegar à capital brasileira.

O governo federal informou que alguns dos repatriados que chegaram a Brasília partiram em novos voos, sendo que quatro repatriados seguirão para Rio de Janeiro, e 23, para São Paulo, em voos da FAB. Os três restantes viajarão para Vitória (ES), em voo comercial, com passagens adquiridas pelo Ministério da Justiça. O objetivo é que esses passageiros passem o Natal nestes destinos. Alguns deles têm parentes residentes no Brasil ou que vieram em voos anteriores da operação brasileira.

Ajuda humanitária

Segundo o Itamaraty, a aeronave chegou ao Cairo carregada com seis toneladas de purificadores de água portáteis e kits voltaicos — painel solar, inversor veicular e controlador de carga — que foram entregues à ONU na Faixa de Gaza.

Em novembro, após mais de um mês de espera, trinta e duas pessoas deixaram a Faixa de Gaza com destino ao Brasil. No grupo estavam 22 brasileiros e dez palestinos.

Desde o início do conflito entre Israel e o Hamas, em 7 de outubro, 1.555 brasileiros e 53 animais domésticos foram resgatados. Oito embarques saíram de Tel Aviv com brasileiros e parentes que estavam em Israel, um da Jordânia com resgatados da Cisjordânia e outros dois que decolaram do Cairo com repatriados da Faixa de Gaza.

Após os ataques do grupo terrorista Hamas a Israel em 7 de outubro, que mataram mais de 1,2 mil pessoas, a Faixa de Gaza vem sendo alvo de constantes bombardeios, além de uma ofensiva terrestre.

Autoridades ligadas ao Hamas afirmam que mais de 20 mil pessoas morreram nos ataques israelenses em Gaza. A ação militar de Israel destruiu boa parte das infraestruturas do enclave e forçou o deslocamento de mais de um milhão de palestinos.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de em foco

“Tinha sangue por toda a faculdade”: os relatos das testemunhas do ataque em Praga
Celular Seguro: programa já bloqueou quase três mil aparelhos furtados ou roubados
Pode te interessar
Baixe o app da TV Pampa App Store Google Play