Quinta-feira, 27 de janeiro de 2022

loader

Teste do pezinho ampliado detecta mais de 20 novas doenças raras em unidades de saúde de Porto Alegre

As unidades de saúde de Porto Alegre disponibilizam agora o teste do pezinho ampliado, diagnosticando mais de 20 novas doenças a partir da coleta de uma gota de sangue do calcanhar do bebê na primeira semana de vida.

A iniciativa resulta de projeto de pesquisa piloto liderado pelo Serviço de Genética Médica do Hospital de Clínicas de Porto Alegre e pelo Serviço de Referência em Triagem Neonatal do Rio Grande do Sul, que funciona no Hospital Materno Infantil Presidente Vargas.

Para eficácia do resultado, o exame deve ser feito de três a cinco dias após o nascimento, permitindo o diagnóstico precoce e a prevenção de doenças que podem trazer sequelas para toda a vida. O teste do pezinho convencional identifica seis doenças: fenilcetonúria, hipotireoidismo congênito, fibrose cística, anemia falciforme, hiperplasia adrenal congênita e deficiência de biotinidase.

Já a versão ampliada é capaz de diagnosticar mais 22 doenças, entre as quais leucinose, acidemia propiônica e acidemia glutárica tipo 1, por exemplo. As coletas são realizadas nas unidades de saúde de referência do recém-nascido e da mãe, bem como a retirada do resultado do exame.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de boas noticias

Delegado brasileiro é eleito vice-presidente da Interpol
Rio Grande do Sul registra 1.012 novos casos de Covid-19 e mais 27 mortes provocadas pela doença
Pode te interessar
Baixe o app da TV Pampa App Store Google Play