Domingo, 25 de fevereiro de 2024

TRE gaúcho recebe lista com 321 gestores com fichas sujas

O presidente do Tribunal de Contas do Estado, conselheiro Alexandre Postal, entregou ontem ao presidente do Tribunal Regional Eleitoral, desembargador José Francisco Moesch, uma relação contendo nomes de 321 gestores que tiveram suas contas rejeitadas nos últimos oito anos. Caso alguns destes gestores seja inscrito como candidato às eleições gerais deste ano, caberá à Procuradoria Eleitoral examinar a possibilidade do pedido de impugnação do registro. O presidente do TRE, desembargador Moesch, destacou a importância do trabalho do Ministério Público no processo eleitoral, e disse esperar que “possamos julgar todos os casos surgido, ainda antes das eleições”. Lembrou que há ainda o julgamento pendente no STF, sobre o alcance da Lei da Ficha Limpa, que poderá influenciar no registro de candidaturas em todo o país.

O presidente do TRE, José Francisco Moesch disse ainda que este ano a diplomação não poderá ser feita no auditório Dante Barone da Assembleia Legislativa, que estará em obras. Por esta razão, já foi reservado o auditório do Ministério Público para a solenidade de diplomação dos eleitos, que será no dia 19 de dezembro.

Alguns casos ficha suja

A lista dos ficha suja entregue pelo TCE gaúcho ao Tribunal de Contas apresenta nomes conhecidos como o prefeito de São Leopoldo, Ary Vanazzi, o ex-prefeito de Tapera Ireneuu Orth, primeiro suplente do senador Luiz Carlos Heinze, e o ex-prefeito de Gravataí Marco Alba.

Lula evita evento hoje em São Paulo

Alegando questões de segurança, o ex-detento e atual candidato presidencial Lula cancelou sua participação em evento do seu partido hoje em São Paulo.

Banner esclarecendo tópicos do comunismo será retirado

O Ministério Público do Rio Grande do Sul expediu mandado de averiguação, nesta segunda-feira, pedindo informações à empresa responsável pela instalação do painel “Você Decide” em Porto Alegre. A mesma empresa, em janeiro deste ano, divulgou banners contra o presidente Jair Bolsonaro e reinou silêncio geral. O atual painel, que vem causando desconforto em algumas pessoas, compara diversos tópicos de regimes comunistas com a democracia, ostentando no alto bandeiras do Brasil e do Partido Comunista. O painel não faz alusão a nenhum partido ou candidato especificamente. Mas, como estamos vivendo um período “diferenciado” da democracia e da liberdade de expressão no Brasil, a empresa deverá retirar os banners.

Terceira redução no preço da gasolina. Mas, tem quem não goste

O próprio presidente Jair Bolsonaro fez ontem o anúncio do novo recuo nos preços da gasolina, a partir da variação do mercado internacional:

“A partir de terça-feira, 16/08, a Petrobras reduzirá em R$ 0,18 o preço médio de venda de gasolina para as distribuidoras, passando de R$ 3,71 para R$ 3,53 o litro. É a terceira redução anunciada pela empresa nas últimas semanas. Brevemente teremos uma das ‘gasolinas’ mais baratas do mundo.”

Lula vai fechar templos e igrejas? 

A recente invasão de uma igreja em Curitiba por um vereador petista, fato que mereceu a solidariedade de líderes do partido, estimulou o surgimento de boatos dando conta de que o ex-detento e atual candidato presidencial Lula, estimularia o fechamento de templos religiosos, caso consiga vencer a eleição. Em cultos, igrejas evangélicas e usuários tem crescido o compartilhamento de mensagens que afirmam que, caso o Partido dos Trabalhadores volte ao poder, as instituições religiosas serão fechadas. A coordenação de campanha do PT tem distribuído uma contra-informação indicando que não há, no plano de governo, nenhuma indicação de fechamento dos templos. Em razão da quantidade de publicações sobre o assunto, a equipe de comunicação estuda uma resposta de Lula.

Ex-presidentes no TSE

As atenções hoje se voltam para o Tribunal Superior Eleitoral onde o presidente Jair Bolsonaro e ex-presidentes confirmaram presença na posse do ministro Alexandre de Moraes na presidência da Corte. Serão imperdíveis os encontros entre o ex-detento Lula e o presidente Jair Bolsonaro e os ex-presidentes Michel Temer e Dilma Roussef.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Flávio Pereira

Diálogo entre os poderes é o melhor caminho
Hackers fazem gigantesco ataque cibernético em sistemas públicos
Pode te interessar
Baixe o app da TV Pampa App Store Google Play