Quinta-feira, 19 de maio de 2022

loader

Twitter lança ferramenta para denunciar fake news

O Twitter anunciou, nessa segunda-feira (17), uma ferramenta para denúncia de fake news no Brasil. O recurso, que chega também para Filipinas e Espanha, tem caráter experimental e foi lançado primeiramente nos Estados Unidos, Coreia do Sul e Austrália, em agosto do ano passado. A expectativa é que a ferramenta contribua para coibir a disseminação de desinformação nas Eleições 2022.

Em comunicado oficial, o microblog afirmou que os três países foram escolhidos porque a plataforma quer “colher aprendizados de uma pequena, porém geograficamente diversificada, gama de regiões”. Além disso, a expansão do teste para Brasil e Filipinas tem relação com o fato de 2022 ser ano eleitoral nos dois países. Assim, o Twitter espera poder avaliar como o recurso será usado em períodos de grandes eventos cívicos.

O microblog já adotava algumas medidas para coibir informações falsas. O principal método até o momento é o uso de sistemas automatizados, responsável por identificar mais de 50% dos conteúdos que violam as regras de uso da plataforma. Da parcela restante, a maior parte é descoberta pela equipe do Twitter ou seus parceiros externos.
O sistema de denúncias tem como principal objetivo ampliar e agilizar o diagnóstico de conteúdos nocivos. No entanto, o próprio comunicado da rede social expõe ressaltas quanto à funcionalidade. De acordo com o Twitter, após análise das denúncias, menos de 10% da amostra de publicações efetivamente violavam as políticas da rede social.

Pressão

É importante lembrar que a ação não vem sem forte mobilização dos usuários e de órgãos oficiais. No início deste ano, a hashtag #TwitterApoiaFakeNews, que criticava a falta de possibilidade de denunciar informações falsas sobre a pandemia de covid-19, ficou entre os trending topics do microblog.

Logo após a pressão popular, o Ministério Público Federal (MPF) enviou ofício ao Twitter questionando a empresa sobre a falta de uma opção para denunciar desinformação sobre a pandemia da covid-19 no Brasil. No documento, o MPF pediu para a plataforma fornecer informações detalhadas sobre a disponibilização aos usuários brasileiros de um meio de denúncia de conteúdos desinformativos relacionados à pandemia.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Tecnologia

Em tempos de surto de gripe, veja alimentos que melhoram a imunidade
WhatsApp clonado: como recuperar conta e se proteger de golpe
Pode te interessar
Baixe o app da TV Pampa App Store Google Play