Quarta-feira, 22 de maio de 2024

Unindo tradições e espiritualidade, Lozar celebrou o Ano Novo Tibetano em Três Coroas

Durante três dias consecutivos, a praça central de Três Coroas foi palco de uma celebração vibrante e inspiradora, marcando o encerramento da terceira edição do Lozar. Sob a liderança do casal Ogyen e Drika Shak, e com o apoio fundamental do restaurante Espaço Tibet e da Prefeitura de Três Coroas, o evento atraiu um público estimado em cerca de 5.000 pessoas, proporcionando uma imersão profunda na rica tradição tibetana.

O Lozar, que celebra a chegada do Ano Novo Tibetano, ofereceu uma experiência cultural única, repleta de música, dança, gastronomia e rituais típicos. Com uma programação totalmente gratuita, o evento contou com uma série de atividades significativas, desde shows musicais até oficinas gastronômicas e de bem-estar, além de rituais tradicionais que permeiam a cultura tibetana.

Um dos pontos altos do evento foram os espetáculos de dança, muitos deles estreando em solo brasileiro. Artistas do Vale do Paranhana e do Vale dos Sinos, incluindo Três Coroas, Igrejinha e Campo Bom, encantaram o público com suas performances, transportando todos para as tradições milenares do Tibet. Com um elenco composto por talentosos coreógrafos, dançarinos, acrobatas, bailarinas e atores, as apresentações foram verdadeiras homenagens à cultura tibetana.

Além disso, o painel Inter-religioso trouxe reflexões profundas sob o tema “A religião como refúgio para a ansiedade”. Mediado por Ricardo Schmitt Müller Junior, o painel contou com a participação do mestre budista Lama Padma Samten, do Pastor evangélico Jair da Silva Lima, do Padre católico Ari Antônio da Silva, e das representantes do Espiritismo e da Umbanda, Mirtes Thomazoni e Irene Muller, respectivamente.

A realização deste painel pelo terceiro ano consecutivo no Lozar destaca o compromisso do evento em promover o diálogo inter-religioso e a união entre diferentes crenças. Como marco simbólico dessa união, foram levantadas na Praça Central Affonso Saul as Bandeiras de Oração, representando preces de diversas religiões. A crença de que essas preces, ao serem tocadas pelo vento, espalham energias benevolentes, ressoou profundamente entre os participantes.

A Diretora e Co-Fundadora do Espaço Tibet, Drika Shak, expressou sua gratidão pelo sucesso da terceira edição do Lozar, destacando sua importância como um período de transição especial, que oferece um resguardo frente ao caos que muitas vezes nos cerca.

“É uma época em que as pessoas tendem a ficar mais confusas, agitadas e nervosas. Momento em que os rituais tibetanos entram em cena como ferramentas valiosas para equilibrar emoções e promover bem-estar, buscando desacelerar e conseguir forças para o ano que se inicia”, ressaltou.

O Lozar não apenas celebrou a chegada do Ano Novo Tibetano, mas também proporcionou um espaço de encontro, reflexão e celebração da diversidade cultural e espiritual, deixando uma marca indelével na comunidade de Três Coroas e região. Que as energias positivas e as bênçãos compartilhadas durante este evento continuem a inspirar e nutrir a todos ao longo do novo ano que se inicia.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Rio Grande do Sul

Governo federal vai cadastrar catadores de materiais recicláveis para facilitar a contratação desses profissionais
Hamas diz que resposta israelense à sua proposta de trégua foi negativa
Pode te interessar
Baixe o app da TV Pampa App Store Google Play