Terça-feira, 25 de junho de 2024

Verstappen vence GP da França e amplia liderança da Fórmula 1

O holandês Max Verstappen venceu o Grande Prêmio da França de Fórmula 1, realizado neste domingo (24), no circuito de Paul Ricard, em Le Castellet.

O atual campeão mundial chegou ao sétimo triunfo em 12 corridas e disparou na liderança da temporada 2022, beneficiado, também, pelo abandono do monegasco Charles Leclerc, segundo colocado no campeonato de pilotos, que saiu da prova na 17ª volta, ao atingir a barreira de pneus. Os britânicos Lewis Hamilton e George Russel, ambos da Mercedes, completaram o pódio.

Verstappen, da Red Bull, chegou a 233 pontos e abriu 63 de vantagem para Leclerc, da Ferrari. Quarto colocado na França, ultrapassado por Russell a três voltas do fim, o mexicano Sergio Pérez, companheiro de equipe do holandês, foi a 163 pontos e encostou no monegasco. Russell está em quinto lugar, com 143 pontos, seguido por Hamilton, com 127 pontos.

No campeonato de construtores, a Red Bull também abriu distância na liderança, com 396 pontos. A Ferrari, que pontuou somente com o espanhol Carlos Sainz, quinto na França, está em segundo, com 314 pontos. A equipe italiana viu a diferença para a Mercedes cair, após a dobradinha da escuderia alemã em Paul Ricard, que a levou a 270 pontos.

A próxima etapa da Fórmula 1 será o Grande Prêmio da Hungria, no circuito de Hungaroring, em Mogyorod, no próximo domingo (31), às 10h (horário de Brasília). Restam dez corridas para o fim do campeonato. O Grande Prêmio de São Paulo, 19ª prova da temporada, será em 13 de novembro, no autódromo José Carlos Pace (Interlagos), na capital paulista.

Largada

Charles Leclerc fez bem seu trabalho na largada. Firme, o piloto da Ferrari manteve a dianteira com segurança, mesmo pressionado por Verstappen. O atual campeão tentou pular para o primeiro lugar, mas não conseguiu superar o piloto monegasco. Na segunda fila, Lewis Hamilton também largou bem ao deixar Sérgio Perez para trás.

Na parte de trás, pouco após a largada, Tsunoda acabou rodando depois de toque de Ocon. O francês foi punido com cinco segundos, mas o japonês, que havia largado em oitavo, voltou à pista em último.

Após a boa largada de Leclerc, Verstappen foi para cima do rival da Ferrari. O piloto holandês começou sua caça ao primeiro lugar. Colado no adversário, o atual campeão não poupou esforços no início para tomar a frente. Leclerc, porém, resistiu de forma heroica. Ainda que conseguisse levar sua RBR ao limite, Verstappen não conseguia espaço para a manobra. Ele diminuiu o ritmo e esfriou um pouco a briga.

Depois da boa largada, Hamilton acelerou e passou a ser o mais rápido no pelotão da frente. O britânico, volta a volta, conseguiu vantagem sobre Pérez, quarto colocado. Ainda que não conseguisse chegar à briga entre Leclerc e Verstappen, o heptacampeão mundial acelerava em busca do pódio.

Punido por trocar a unidade de potência de sua Ferrari, Carlos Sainz largou na 19ª posição. Mas, desde o início da prova, foi em busca da zona de pontuação. Chegou ao décimo lugar ao ultrapassar Stroll na 13ª volta.

Quando estava livre na liderança, Leclerc viu sua prova chegar ao fim. O piloto da Ferrari perdeu o controle do carro na curva 11, na 17ª volta. Foi parar direto na barreira de pneus. Pelo rádio, Leclerc reclamou de um problema no acelerador. Ele já havia sofrido com isso na última corrida, na Áustria. O safety car, então, foi para a pista – e só foi sair na volta 21. Verstappen, após as paradas dos rivais, saltou direto para a liderança.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de em foco

Bolsonaro diz que não indicará “ministro abortista” ao Supremo
Imposto de Renda 2022: Terceiro lote de restituição será pago no dia 29; veja se você está no grupo
Pode te interessar
Baixe o app da TV Pampa App Store Google Play