Segunda-feira, 20 de maio de 2024

VOTOS SIGILOSOS NO STF

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva defendeu, nesta terça-feira (5), que as posições individuais dos ministros do STF (Supremo Tribunal Federal) e os votos de cada magistrado não sejam divulgados para evitar “animosidade” contra as instituições.

“Esse País precisa aprender a respeitar as instituições. Não cabe ao presidente da República gostar ou não de uma decisão da Suprema Corte. A Suprema Corte decide, a gente cumpre. É assim que é”, disse o petista durante o programa Conversa com o Presidente, transmitido ao vivo nas redes sociais.

“Eu, aliás, se eu pudesse dar um conselho, é o seguinte: a sociedade não tem que saber como é que vota um ministro da Suprema Corte. Sabe, eu acho que o cara tem que votar e ninguém precisa saber. Votou a maioria 5 a 4, 6 a 4, 3 a 2. Aí, cada um que perde fica com raiva, cada um que ganha fica feliz”, afirmou.

“Para a gente não criar animosidade, eu acho que era preciso começar a pensar se não é o jeito de a gente mudar o que está acontecendo no Brasil. Porque do jeito que vai, daqui a pouco um ministro da Suprema Corte não pode mais sair na rua, não pode mais passear com a sua família, sabe, porque tem um cara que não gostou de uma decisão dele”, prosseguiu.

Lula não chegou a defender que as sessões do STF deixem de ser transmitidas pela TV Justiça, por exemplo. Ele também não explicou como seria esse novo modelo para que a sociedade “não soubesse” dos votos de cada magistrado.

STF em tempo real

No Brasil, os julgamentos realizados no plenário do STF são transmitidos pela TV Justiça. O sinal também é reproduzido por outras emissoras de TV aberta e fechada. Nos julgamentos no chamado plenário virtual, é possível acompanhar no site do STF como cada ministro votou.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de em foco

Portaria estabelece novas orientações para serviços de alimentação no Rio Grande do Sul
Procon de Porto Alegre interdita loja após 145 reclamações de clientes
Pode te interessar
Baixe o app da TV Pampa App Store Google Play