Terça-feira, 18 de junho de 2024

Wi-Fi 7: saiba o que esperar e quais são os benefícios dessa tecnologia

O mundo está cada vez mais próximo de presenciar uma nova evolução na forma de se conectar sem fio por meio do Wi-Fi. Atualmente, encontra-se em desenvolvimento o Wi-Fi 7, que ainda não possui data exata de lançamento e promete diversas melhorias. Nesse ponto, a dúvida que fica no ar é: o que podemos esperar dessa nova tecnologia? Confira a seguir.

O que esperar do Wi-Fi 7?

Dentre as principais características do Wi-Fi 7, podemos esperar recursos e melhorias na: como melhorias na velocidade de acesso; latência; capacidade de transmissão.

Dessa forma, a tecnologia 802.11be promete avanços para diversos campos, tais quais: streaming de vídeo 8k, conectividade IoT e jogos AR/VR.

Outro ponto importante é que, apesar de ainda não possuir uma data exata de lançamento, o novo padrão de Wi-Fi será disponibilizado ao público em algum momento de 2024. Já é possível, inclusive, encontrar alguns dispositivos compatíveis com essa tecnologia, e a lista promete aumentar ao longo do próximo ano.

Sobre as especificações técnicas, é possível esperar o seguinte do Wi-Fi 7: Velocidade máxima de transferência de dados – até 46 Gb/s; Largura de canal – até 320 MHz por canal; Frequência de operação – 2,4 GHz, 5 GHz e 6 GHz;
Modulação – 4096QAM; MIMO – 16×16 MU-MIMO para download e upload; Protocolo de segurança –WPA3; Frequências utilizadas – 2,4 GHz, 5 GHz e 6 GHz.

Quais são os benefícios do Wi-Fi 7?

Para quem já está de olho na nova tecnologia de conexão sem fio, demonstramos a seguir os principais benefícios trazidos por essa evolução. Veja:

1. Velocidade de conexão
Uma das principais características do Wi-Fi 7 é que ele tem uma velocidade nominal máxima de 46 Gb/s. Para efeito de comparação, esse valor chega a ser até quatro vezes maior em uma comparação direta com o visto no Wi-Fi 6/6E.

2. Largura de banda
Outra característica importante do Wi-Fi 7 está na sua largura de banda, com até 320 MHz de espectro por canal utilizado. Anteriormente, os valores eram de 160 MHz no Wi-Fi 6/6E e de 80 MHz no Wi-Fi 5.

3. Operação Multi-Link
Um detalhe que será bastante visado por algumas pessoas de olho na tecnologia 802.11be é o fato de ela utilizar a tecnologia Multi-Link Operation (MLO). Graças a ela, os dispositivos podem se conectar ao roteador utilizando mais de uma frequência simultânea com mais velocidade e estabilidade, além de uma latência mais baixa.

4. Segurança
Para quem sempre se atenta às questões de segurança sempre que uma nova tecnologia é lançada ou anunciada, pode ficar tranquilo: o Wi-Fi 7 permite a criptografia padrão WPA3. No Wi-Fi 5 e nas versões anteriores, o padrão era o WPA2.

Quais são as aplicações para o Wi-Fi 7?

Após observar todas as características da conexão Wi-Fi 7, vamos destacar algumas possibilidades de uso para essa nova tecnologia.

Transmissão de vídeos: com a velocidade de conexão trazida pelo Wi-Fi 7, será possível transmitir vídeos 8K sem problemas;

Realidade virtual ou aumentada: o uso da tecnologia MLO vai ajudar a reduzir a latência, especialmente quando utilizada em aplicações de AR e VR;

Transmissão de arquivos: com a velocidade nominal de até 46 Gb/s, a transmissão de arquivos será ainda mais rápida caso decida usar a rede sem fio para essa tarefa;

Jogos online: mais uma frente que vai se beneficiar bastante com a chegada do Wi-Fi 7, já que a tecnologia permite um ping menor e também um tempo de resposta melhor em suas partidas;

Utilização comercial: por fim, o Wi-Fi 7 também será um grande aliado de algumas frentes comerciais, já que possui características capazes de atender aplicações associadas à IoT e até mesmo cirurgias remotas.

O que é preciso para usar o Wi-Fi 7?

Por fim, uma dúvida que alguns podem ter é sobre o que necessário para usar o Wi-Fi 7. Caso esteja interessado, a tecnologia exige o uso de um roteador que seja capaz de suportar esse novo padrão.

Vale mencionar, entretanto, que ainda há poucos roteadores disponíveis no mercado e que são capazes de suportar essa tecnologia, mas esse cenário deve mudar a partir de 2024. Outro ponto importante é que o seu dispositivo, seja ele um notebook ou smartphone, também precisa ser compatível com o Wi-Fi 7.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Variedades

Caso Ana Hickmann: por que as mulheres devem denunciar violência doméstica?
Instagram pode ganhar área privada para você postar o que quiser
Pode te interessar
Baixe o app da TV Pampa App Store Google Play