Liberados os recursos para empreendimentos na avenida Tronco

O ano encerra com uma boa notícia para as famílias que viviam no traçado da avenida Tronco. A Caixa Econômica Federal liberou, na sexta-feira (28), os recursos para que a prefeitura, por meio do Demhab (Departamento Municipal de Habitação), contrate a construção dos três empreendimentos destinados ao assentamento das famílias que optaram pelo aluguel social, na primeira etapa da obra da avenida Tronco.

Com um investimento total de R$ 31,3 milhões, serão construídas 356 unidades em três condomínios: Jacuí, Banco da Província e Dona Zaida, que devem ser entregues em um prazo de 18 a 24 meses. O diretor-geral do Demhab, Mário Marchesan, destaca o significado desta liberação. “Os projetos estão todos aprovados e liberados. Agora temos mais uma grande ferramenta para reassentar as famílias do local de forma digna e permitir o andamento tranquilo das obras da avenida”, afirma.

Obras

A Tronco faz parte do conjunto de obras de mobilidade urbana da Capital. As obras começaram em 2012 e foram paralisadas em 2016. Foram retomadas em junho de 2018 e a previsão é que a conclusão seja em 2020. O consórcio responsável pela obra é formado pela Construtora Pelotense, Toniolo Busnello e Brasília Guaíba

Famílias

Para a obra foi necessária a remoção das famílias que tinham residências no traçado da avenida. Foram oferecidas duas opções: aluguel social ou bônus moradia. As que escolheram o aluguel social aguardam a construção das unidades. As que optaram pelo bônus recebem uma indenização para a compra de uma nova residência em novo local. Ao todo são 195 famílias cadastradas para o bônus e com garantia de recurso financeiro empenhado. As primeiras novas escrituras desta etapa foram assinadas no início de dezembro. Na medida em que os documentos dos vendedores dos imóveis são recebidos e aprovados pela Caixa Econômica Federal, os valores são repassados diretamente aos proprietários.

Demhab acompanhou assinatura de escrituras de famílias da Tronco

Na início de dezembro as primeiras famílias desapropriadas na segunda etapa das obras da avenida Tronco, assinaram as escrituras de posse de suas novas residências. O diretor-geral do Departamento Municipal de Habitação, Mário Marchesan, acompanhou o ato no cartório de Registro de Imóveis, no Centro Histórico. “Este momento é muito importante e vai servir para acelerar as obras da Tronco”, destaca o diretor. O primeiro a assinar o documento foi o morador João Abílio Lentino. “Foram quatro meses de espera, mas agora vejo realizado um grande sonho de ter a minha casa própria”, diz.

Departamento disponibiliza cadastro eletrônico para mutuários

A fim de modernizar e agilizar o atendimento de interessados nos programas habitacionais, desde novembro o Demhab está disponibilizando uma ferramenta para cadastro eletrônico no programa “Minha Casa Minha Vida”: https://sias.branet.com.br:8444/mcmv/

Além de atualizações dos cadastros já realizados novas inscrições também podem ser feitas. A disponibilidade dos imóveis é para quem possui renda familiar até R$ 2,6 mil.

Há 53 anos, o Demhab promove o acesso à moradia para pessoas de baixa renda no município de Porto Alegre, garantindo o acesso à infraestrutura urbana e melhorando as condições de moradia das famílias beneficiadas. As obras de urbanização são viabilizadas por meio de programas de financiamento de recursos do governo federal, como o Minha Casa Minha Vida, e de parcerias com empresas privadas e cooperativas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *