O governador eleito Eduardo Leite anunciou o nome da próxima secretária da Cultura do Rio Grande do Sul

O governador eleito do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite, anunciou o nome da próxima secretária da Cultura. O anúncio de Beatriz Araújo foi feito em Pelotas, neste sábado (15), via live pelo Facebook. Ela foi secretária da mesma pasta quando Leite foi prefeito da cidade.

Eduardo Leite fez a transmissão ao vivo do Largo do Mercado, em Pelotas, local revitalizado recentemente. O ex-prefeito salientou o trabalho por ele realizado em sua gestão. “Como vocês sabem, Pelotas tem mais de 200 anos de história, tem um Centro Histórico do qual nos orgulhamos muito, muita atividade cultural, muita cultura, gente talentosa e empreendedora na área da Cultura”, afirmou.

“Eu tenho um grande orgulho do que a gente fez na cidade nos anos em que eu governei Pelotas na área de Cultura. E é por isso que é daqui de Pelotas, onde eu estou neste final de semana, que eu venho anunciar pra vocês, através das nossas redes sociais, quem vai ocupar a secretaria da Cultura”, disse Leite no vídeo.

Leite também afirmou que vai desmembrar a secretaria da Cultura, que hoje reúne também Turismo, Esporte e Lazer. “O atual governo acabou juntando, nós entendemos que essas pastas precisam estar separadas. Especialmente porque a Cultura precisa, no nosso Estado, considerando cada vocação que a gente tem na área, de uma atenção muito especial”, explicou. O governador eleito também falou sobre os aspectos econômicos da Cultura.

Para o cargo, Leite escolheu Beatriz Araújo, conhecida como Bia. “A Bia foi minha secretária de Cultura aqui em Pelotas, desde os anos 1980 ela atua na área da cultura de Pelotas”, disse no vídeo, chamando a futura secretária para participar da transmissão.

Bia Araújo é produtora cultural, foi diretora da Fundação de Cultura, que antecedeu a secretaria municipal nos assuntos referentes à área, dirigiu o Theatro Sete de Abril – o primeiro teatro construído no Rio Grande do Sul e um dos teatros mais antigos em funcionamento no Brasil, com mais de 180 anos de atividade.

Segundo Leite, como produtora cultural Bia ajudou a promover investimentos importantes para a cidade, na área do patrimônio edificado, na cultura, e atuando também em eventos reconhecidos, como a Bienal do Mercosul, Natal Luz de Gramado. “É alguém que conhece e é reconhecida na área”, disse o eleito.

Bia afirmou estar muito feliz e entusiasmada com a nomeação. “Eu acompanhei, ainda na década de 1980, a criação da Secretaria Estadual da Cultura. Então, pra mim, esse é um momento histórico, é a refundação da Secretaria da Cultura. O Estado do Rio Grande do Sul não pode prescindir desta secretaria em razão da importância desse segmento para a economia gaúcha”, relatou. A futura secretária também contou que em sua atuação como produtora testemunhou a criação da Lei Estadual de Incentivo à Cultura e que está emocionada com as possibilidades que se abrirão ao assumir a pasta.

Leite disse ainda que a Cultura tem um papel fundamental na sua gestão, afirmou que em breve anunciará mais nomes para o secretariado, e encerrou chamando a atual prefeita de Pelotas, Paula Schild Mascarenhas, que também referendou a escolha de Bia Araújo para o cargo. “Uma coisa difícil de resolver? Chama a Bia que ela vai dar um jeito, foi isso que ela fez no Instituto Simões Lopes Neto como produtora cultural. É alguém que sabe formar equipe como ninguém e a pasta estará em boas mãos”, concluiu. O eleito ainda ressaltou a importância das mulheres em sua equipe, e lembrou sua contribuição para a eleição de Paula, que foi a primeira mulher a ser eleita prefeita da cidade.



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *