Terça-feira, 25 de junho de 2024

A quatro rodadas do fim do Campeonato Brasileiro, Inter continua próximo da zona de rebaixamento

O fim de semana foi desfavorável ao Inter. Além de perder fora de casa para o Palmeiras por 3 a 0, resultados paralelos da 34ª rodada do Campeonato Brasileiro também não ajudaram: o Colorado acabou caindo uma posição e agora amarga o 13º lugar na tabela, com 43 pontos – a somente seis de distância da zona de rebaixamento. O próximo adversário é o Bragantino, no Beira-Rio, dia 26.

Já os dois duelos seguintes serão fora de casa, contra Cuiabá (dia 29) e Corinthians (2 de dezembro). O time gaúcho se despedirá da temporada de 2023 no dia 6, reencontrando-se com sua torcida no estádio Beira-Rio.

O desafio colorado nessa reta final de competição é evitar novos tropeços, do contrário poderá ficar perigosamente próximo do Z4, cuja composição ainda é indefinida. Enquanto o América-MG (21 pontosa) já está matematicamente rebaixado à Série B, outros clubes tentam deixar a “zona da degola”.

Se o Brasileirão terminasse hoje, também cairiam Coritiba (29), Goiás (35) e Cruzeiro (37). Logo acima estão Bahia (38), Vasco (40) e Santos (42). Inter e Fortaleza (ambos com 43 pontos) aparecem na sequência.

Técnico se manifesta

Na noite de sábado (11), em entrevista pós-jogo, o técnico colorado Eduardo Coudet se manifestou sobre o novo tropeço da equipe. Ele atribuiu parte da derrota a um processo de fadiga em meio à sequência de confrontos: oito nos últimos 24 dias, média de um compromisso a cada quatro dias.

O argentino demonstrou, porém, esperança em uma melhora no desempenho, já que a equipe só voltará a campo no dia 26 (contra o Bragantino, no estádio Beira-Rio), após uma pausa determinada pela Federação Internacional de Futebol (Fifa) para partidas do calendários de Seleções.

“Seguramente teremos um tempo fundamental para [recuperar] a parte física, então vamos chegar de outra maneira”, projetou. Para o jogo contra o Palmeiras, precisamos armar o time depois do meio-dia de sábado, perguntando como estava cada um. (…). Enner Valencia [atacante] estava extenuado e Alan Patrick [meia] acabou não saindo porque houve outras trocas necessárias”.

Em relação ao duelo contra o Palmeiras, o treinador do Inter avaliou o primeiro tempo como positivo, mas lamentou a falta de efetividade da equipe para converter em gols essa movimentação:

“Sinto que a diferença esteve claramente na efetividade e contundência. No primeiro tempo tivemos chances também, eles aproveitaram uma e nós não. Já na segunda etapa começamos bem, mas erramos muito e, com o cansaço depois do segundo gol, o jogo terminou para nós”.

Atuaram pelo Inter no sábado Rochet, Bustos, Igor Gomes, Vitão, Dalbert (Nicolás Hernández), Johnny (Carlos de Pena), Aránguiz (Rômulo), Maurício (Pedro Henrique), Wanderson, Alan Patrick e Enner Valencia (Luiz Adriano).

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de em foco

Confira dicas para não cair em ciladas na Black Friday
Entenda os principais pontos da reforma tributária, aprovada pelo Senado
Pode te interessar
Baixe o app da TV Pampa App Store Google Play