Domingo, 16 de junho de 2024

Confira dicas para não cair em ciladas na Black Friday

Seis em cada dez brasileiros pretendem comprar algum item durante a Black Friday 2023. De acordo com o estudo “A Black além da Black”, realizado pela MindMiners em parceria com a Spark, a maior parte dos consumidores (84%) pretende se autopresentear. Já 36% querem comprar presentes para namorado(a)/ esposo(a), 35% filho/a(s)/ enteado/a(s), 30% pai/ mãe/padrasto/ madrasta e 14% irmão(s)/ irmã(s). Ainda segundo o estudo, um dos fatores que contribuem para a “autopriorização” neste ano é o limite da quantidade de compras devido ao orçamento apertado.

Além disso, 70% dos entrevistados afirmaram conhecer o evento, 86% têm o hábito de fazer compras durante esse período, e destes, 36% compram sempre ou frequentemente. Já 74% disseram que a Black Friday deveria durar mais tempo. Foram ouvidas 2 mil pessoas, de 18 a 41 anos, entre os dias 9 e 14 de agosto deste ano.

Para o CEO da Petina Soluções, Rodrigo Garcia, tais dados mostram que a data já se consolidou no comércio varejista do Brasil. “A Black Friday é vista por muitos como uma forma de aproveitar as melhores ofertas no varejo e, consequentemente, economizar”, diz Garcia.

Compras de Natal

A pesquisa também constatou que 56% dos entrevistados gostam de aproveitar a Black Friday para antecipar as compras de Natal e Ano Novo. O especialista em Novos Negócios Yan Yuri, destaca que a data pode ser uma ótima oportunidade para conseguir descontos.

“Caso os preços estejam atraentes o consumidor pode antecipar sim, já que após a Black Friday os produtos tendem a aumentar ainda mais por conta do fim de ano. Então o que der para adiantar, é interessante aproveitar, fora que comprando pela internet, muito provavelmente o produto chegará em tempo hábil para o Natal”.

Yuri também frisa que é fundamental que o consumidor faça pesquisas no período que antecede a Black Friday e que possa usar isso como referência para a sua compra durante o período da promoção. “Por exemplo, se você deseja comprar uma televisão, pesquise antes e com frequência se haverá variação real de preço e se vale a pena. Além disso, o uso de buscadores de preço na internet ajuda a trazer maior controle sobre os valores praticados e economizar ainda mais”.

Vale lembrar que o Procon também monitora os produtos 90 dias antes do evento e têm autuado lojas que tentam ludibriar o público com campanhas fraudulentas. “Caso veja alguma irregularidade, como um aumento excessivo e depois um corte ilusório do preço, denuncie ao Procon. Existem sites que também fazem esse acompanhamento para certificar as lojas que usam promoções de verdade, como é o caso do Reclame Aqui. Ele é uma boa fonte de consulta”, diz Garcia.

Não caia na Black Fraude

Confira dicas de como não cair em ciladas durante a Black Friday

1 – Faça o monitoramento de preços

Antes de efetuar uma compra no dia da Black Friday, é preciso ter feito uma ampla pesquisa do valor do tão desejado produto. Esse monitoramento deve ser feito com antecedência, pelo menos alguns dias antes da “data oficial” da promoção. A meta é ter certeza que a mercadoria está realmente em oferta.

2 – Verifique se a marca é confiável
Outra dica importante é se certificar de que a marca da loja escolhida ou pesquisada pelo cliente para compra tem uma boa reputação no mercado, tanto nos sites de defesa do consumidor quanto nos comentários colocados por demais consumidores. Desconfie de produtos com preços muito baixos nas páginas da internet, pois isso pode significar uma tentativa de golpe.

3 – Veja se é possível cancelar a compra

Avaliar as formas de cancelamento das compras junto às lojas virtuais (e-commerce) é outra maneira de se preservar contra uma campanha enganosa na Black Friday. Esse tipo de desistência de produtos adquiridos pela internet é assegurado pelo Código de Defesa do Consumidor (CDC), que garante um prazo de sete dias em caso de arrependimento ou por questões financeiras ou porque o produto não condiz com as condições ofertadas.

4 – Atente-se aos prazos de entrega

Um outro item que merece atenção especial do consumidor é sobre o cumprimento de prazos de entrega informados pelas empresas. Para evitar cancelamentos por parte dos clientes devido à chegada da mercadoria fora do período prometido, os marketplaces dispõem de processos em suas operações, pelos quais a loja precisa cumprir o despacho da encomenda em até 24 horas. Se o estabelecimento não cumprir isso, a sua conta nesse espaço virtual de compras será prejudicada.

5 – Confira os produtos mais vendidos

Os consumidores podem verificar a lista dos produtos mais vendidos na edição passada da Black Friday. A iniciativa tem o intuito de conferir se esses itens de fato tiveram boas promoções, por meio do grande volume de vendas. Outra dica é verificar os reviews do produto na plataforma, que mostra a sua classificação quanto à aceitação junto ao público e os comentários de outras pessoas que compraram tal mercadoria.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Economia

O que a reforma tributária propõe de mudança para o imposto da herança? Veja perguntas e respostas
A quatro rodadas do fim do Campeonato Brasileiro, Inter continua próximo da zona de rebaixamento
Pode te interessar
Baixe o app da TV Pampa App Store Google Play