Terça-feira, 25 de junho de 2024

Ansiedade costuma ser mais alta à noite; veja como driblar a insônia

A ansiedade noturna tem sintomas semelhantes à ansiedade diurna, mas é vivida de um jeito diferente devido ao momento do dia. O período após o entardecer é dedicado para o descanso e relaxamento.

Às vezes, as pessoas aproveitam o começo da noite para encontrar amigos e fazer programas divertidos, mas, na hora que se deitam, o entusiasmo é deixado de lado para promover o descanso ao longo da noite. Quando a ansiedade ataca, esse propósito é perdido e não é possível ter o merecido descanso dos acontecimentos do dia.

O que é ansiedade noturna?

Muitas pessoas relatam sintomas de ansiedade noturna. Já na cama, enquanto tentam relaxar para dormir e descansar o corpo e a mente, essa última começa a ser invadida por pensamentos inquietos.

Por exemplo, as demandas para o dia seguinte, as preocupações com a família e os filhos, os medos acerca do futuro, entre outros. Assim, a qualidade do sono frequentemente sofre interferência da ansiedade, estresse e angústia.

Quando não conduzimos bem o nosso dia, dificilmente temos uma noite agradável de sono. Uma noite mal dormida, por sua vez, resulta em dias piores. Dessa maneira, entramos em um ciclo de cansaço, ansiedade e estresse que, se não é quebrado, tende a piorar.

Assim, longos períodos de privação do sono acarretam uma série de desconfortos físicos e emocionais, tais como sensação de cansaço constante, irritabilidade, mudança dos hábitos alimentares, desânimo, entre outros.

Por conta disso, é importante não ignorar a ansiedade noturna e seus sintomas, buscando soluções para melhorar a qualidade do sono.

Tipos de ansiedade noturna

Inicial: caracterizada pela dificuldade para dormir. As pessoas passam horas deitadas, sem sentir sono, e conseguem adormecer somente próximo ao horário de despertar.

Intermediária: caracterizada pelo despertar constante ao longo da noite. As pessoas não conseguem voltar a dormir com facilidade após esse abrupto despertar. Frustradas, tentam ocupar a mente com séries, leituras ou outras atividades.

Terminal: caracterizada pelo despertar antes do horário. As pessoas acordam horas ou poucos minutos antes da hora de levantar e não conseguem voltar a dormir. Ficam irritadas por desperdiçarem preciosos momentos de descanso e, por conseguinte, tem dificuldade para funcionar no dia a dia.

Quais são os sintomas da ansiedade noturna?

A ansiedade na hora de dormir, assim como a ansiedade que surge durante o dia, é muito desagradável. Além de causar sintomas emocionais, desencadeia sintomas físicos incômodos. Alguns sintomas da ansiedade à noite são: Inquietação; Pensamentos desconexos e acelerados; Respiração ofegante; Aceleração dos batimentos cardíacos; Suor excessivo; Sensação de formigamento nos dedos ou outras partes do corpo; Dificuldade para relaxar os músculos e a mente; Vontade de ocupar a mente com, por exemplo, a TV ou o celular; e Interrupção do sono.

No dia seguinte, os sintomas residuais da ansiedade noturna são desatenção, raciocínio lento, sensação de descanso, estresse, irritabilidade, sonolência, entre outros. Como visto, os sintomas são semelhantes aos da ansiedade diurna.

A diferença tende a ser a sua intensidade. Algumas pessoas relatam que a ansiedade à noite é mais forte por ser um momento dedicado à introspecção e ao silêncio. Normalmente, as pessoas se sentem mais solitárias, principalmente quando moram sozinhas ou quando o cônjuge, familiares e amigos já estão dormindo. Essa sensação pode tornar a ansiedade noturna e os seus sintomas mais intensos do que são.

Diante de tudo isso, o que melhora a ansiedade noturna?

Existem algumas coisas que você pode fazer para ter noites de sono mais agradáveis e menos ansiosas, principalmente se você tem TAG ou outra condição de saúde mental.

Higiene do sono: regule o seu sono para ter noites mais agradáveis e combater a ansiedade noturna e seus sintomas. Estabeleça uma rotina, evite consumir produtos estimulantes, não use o celular na cama, entre outros hábitos positivos para o sono.

Cansar a mente: pratique exercícios físicos para deixar a mente e o corpo cansados, facilitando o adormecer. Os exercícios também liberam hormônios que fazem a manutenção do bem-estar emocional, reduzindo a ansiedade.

Mudar a mentalidade: passe a pensar na hora de dormir como uma hora exclusiva para o descanso. Ou seja, não é o momento para trazer preocupações com o trabalho, relacionamento, autoestima, etc. Esses assuntos devem ser abordados durante o dia.

Como tratar ansiedade noturna? Tem cura?

A ansiedade noturna tem cura. Assim como a ansiedade diurna, o tratamento mais apropriado para a ansiedade à noite é a psicoterapia. Se você há muito tempo tem dificuldade para dormir por conta de pensamentos acelerados e inquietação, procure um psicólogo. Você pode estar sofrendo de ansiedade ou depressão sem saber, ou estar com dificuldade para gerenciar o estresse.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Variedades

Novo remédio mais eficiente que o Ozempic, tirzepatida proporciona redução de até 16% do peso
A atriz Gwyneth Paltrow não vai recuperar o que pagou a advogados
Pode te interessar
Baixe o app da TV Pampa App Store Google Play