Domingo, 21 de julho de 2024

Após temporal, nova elevação em nível de rio volta a alagar bairros de Igrejinha

O temporal que atingiu Igrejinha no fim de semana voltou a elevar o nível do rio Paranhana, causando alagamentos em diversos bairros da cidade entre a noite de domingo (16) e madrugada dessa segunda-feira. Dados do Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais (Cemaden) indicam um volume acumulado em mais de 115 milímetros em 24 horas na região.

No rio alcançou nível de 5,74 metros, levando a um transbordo da água a ruas do centro e ao Parque da Oktoberfest, dentre outros pontos mais críticos. Mais de 50 pessoas tiveram que sair de casa, situação que causou temores em um município que ainda se recupera das enchentes de maio, quando 25 de seus 34 mil habitantes foram diretamente atingidos.

De acordo com autoridades locais e estaduais, a tendência é de redução (a régua media 2,89 metros nessa segunda-feira. Mas a postura de alerta permanece, inclusive em cidades como Três Coroas e Parobé, que também registraram inundações: preventivamente, as prefeituras de ambas orientaram moradores de áreas sujeitas a inundação para que procurassem locais seguros. Espaços públicos de acolhimento foram disponibilizados.

Equipes e frotas

A partir de alerta da Defesa Civil Estadual sobre novos eventos extremos até esta quarta-feira (19), o governador Eduardo Leite determinou o deslocamento de equipes e frotas de resgate para regiões com maior riscos de novos transtornos. Na lista estão os Vales do Caí e Taquari (risco de cheias), bem como a Serra Gaúcha e Litoral Norte (delizamentos).

O esquema abrange o envio de integrantes da Brigada Militar, Corpo de Bombeiros e Forças Armadas, quatro aeronaves (incluindo uma procedente de São Paulo), embarcações e equipamentos, além do uso de cães de busca. “Nosso foco é garantir a segurança das pessoas e preservar vidas”, ressaltou o chefe do Executivo estadual.

“A Defesa Civil e as forças de resposta continuam atuando nesses locais, levando informação e interagindo com as prefeituras para sanar todas as dúvidas, para que possam manter a população em segurança”, acrescentou o coordenador estadual do órgão, coronel Luciano Boeira.

Ainda conforme a previsão, também deve chover na Região Metropolitana, mas sem a expectativa de que haja grandes problemas. O Guaíba também não deve atingir a cota de inundação. No fim de semana, a chuva intensa causou alagamentos, inundações e deslizamentos de terra em ao menos 19 cidades gaúchas.

(Marcello Campos)

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Rio Grande do Sul

Cristiano Ronaldo diversifica seus negócios e investe, de novo, em uma marca portuguesa
Prefeitura de São Luiz Gonzaga decreta situação de emergência devido a estragos por temporal
Pode te interessar
Baixe o app da TV Pampa App Store Google Play