Domingo, 16 de junho de 2024

Atletas brasileiros dão show no boxe nos Jogos Pan-Americanos

O boxe do Brasil deu show na sessão da tarde dessa sexta-feira (27) nos Jogos Pan-Americanos de Santiago 2023. Caroline Almeida não deu a menor chance para Jennifer Lozano, dos Estados Unidos. Muito segura, venceu os três rounds e conquistou a medalha de ouro na categoria até 50 kg. O mesmo fez Jucielen Romeu contra a colombiana Valeria Mendonza, na até 57 kg. Na até 66kg, Bárbara Santos precisou suar mais, mas também venceu Morelle McCane, dos Estados Unidos. Com esses ouros, o Brasil somou quatro no esporte. Mais cedo, Bia Ferreira venceu na categoria até 60 kg.

Também na sessão da tarde, Wanderley Pereira foi derrotado pelo bicampeão olímpico Arlan López, de Cuba, e ficou com a medalha de prata na categoria até 80 kg. Com isso, o Brasil fechou o dia com cinco segundos lugares no pódio.

Lutas

Carol começou muito bem, se impondo e venceu o primeiro round por 4 a 1. No segundo, seguiu na estratégia de buscar os contra-ataques, sendo bastante eficiente e também venceu, desta vez por 5 a 0. E repetiu o feito no terceiro round.

Na categoria até 57 kg, Jucielen Romeu começou com dificuldade porque Valeria Mendonza impunha distância para usar sua envergadura. Mas a brasileira logo encurtou a distância, passou a dominar totalmente a luta e venceu por 5 a 0 o primeiro round. No segundo, com golpes certeiros, deixou Valeria tonta e quase buscou o nocaute, vencendo com sobras por 4 a 1. No terceiro round, foi só manter o nível para fazer mais um cinco a zero.

“Essa medalha vai 100% ara o meu pai. Esse ano foi um ano bem difícil. Não está 100% de saúde. Sei que está assistindo e tenho certeza que está muito feliz. Ano que vem, vai estar 100% para me acompanhar nas Olimpíadas Um abraço e estou levado esse ouro para a gente comemorar”, disse, muito emocionada, Jucielen.

A luta de Bárbara começou tensa, com muito equilíbrio. No primeiro round, a brasileira venceu por 3 a 2. No segundo, a brasileira foi melhor, mas quatro juízes deram empate e apenas um deu vitória de Bárbara. No início do terceiro, McCane tomou um golpe e abriu contagem para ela. Faltando 30 segundos para acabar a luta, a arbitragem abriu de novo contagem para a americana. Com isso, 5 a 0 para a brasileira e mais um ouro para o Brasil.

“Muito feliz. Era o resultado esperado pelo que eu venho treinando. Não poderia ser melhor”, disse Bárbara.

Wanderley Pereira teve dificuldades contra o bicampeão olímpico Arlan López. Os dois arriscaram pouco no primeiro round e o cubano soube administrar melhor, vencendo por 5 a 0. O brasileiro voltou melhor, igualou a luta, mas perdeu o segundo round por 4 a 1. Wanderley buscou o nocaute, chegou a balançar duas vezes o cubano e venceu o terceiro round por 3 a 2. Mas foi insuficiente para o ouro.

Outras medalhas

Na sessão da manhã, Bia Ferreira venceu a colombiana Angie Valdes por três rounds a zero na categoria até 60kg.Tati Chagas e Keno Marley conquistaram mais duas medalhas para o Brasil. A pugilista ficou com a prata na categoria até 54kg e Keno no 92kg masculino.

“É meu último Pan! Fechei com chave de ouro! É meu último ciclo, acho que a gente tem que saber a hora de começar e de terminar. Agora vou atrás da medalha de ouro olímpica. Acho que estou no caminho certo”, anunciou Bia Ferreira

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de em foco

Rio Grande do Sul é o estado mais envelhecido; Roraima, o mais jovem
Cidades com penitenciárias lideram com maioria da população masculina
Pode te interessar
Baixe o app da TV Pampa App Store Google Play