Segunda-feira, 24 de janeiro de 2022

loader

Bolsonaro diz que a Petrobras “atua apenas para os acionistas” e “só dá dor de cabeça”

Enquanto o governo federal ainda mostra dificuldades para conter a alta nos preços dos combustíveis, nesta quarta-feira (27) o presidente Jair Bolsonaro disse que a Petrobras só dá dor de cabeça e atua apenas para os acionistas.

“Vamos partir para uma maneira de quebrar o monopólio, quem sabe até botar no radar da privatização, é isso que queremos”, declarou o chefe do Executivo em entrevista a uma rádio de São Paulo. “Enfrentar um monopólio desse não é fácil”.

Especialistas ouvidos por veículos da imprensa, no entanto, têm avaliado que a privatização da estatal petroleira (vontade sinalizada também pelo ministro da Economia, Paulo Guedes), é um “sonho distante” e uma “cortina de fumaça”. Inclusive pelo fato de que o assunto é ainda mais “espinhoso” em vésperas de ano eleitoral.

Bolsonaro também voltou a dizer, por outro lado, que não pode interferir na Petrobras. “Não vale a pena eu falar que o combustível tá subindo no mundo todo. Aqui tá subindo menos, mas tá subindo no mundo todo. Alguns acham que a culpa é minha. Eu posso interferir na Petrobras? Eu vou responder processo, o diretor vai ser preso”, declarou.

“É uma empresa que hoje em dia está prestando serviços para acionistas”, declarou. “Essa empresa é nossa ou de alguns privilegiados? Sei que tem gente humilde comprando ações, mas não é justo o que está acontecendo”, disse, acrescentando que:

“É uma empresa que hoje em dia está prestando serviço para acionista e mais ninguém. A chance de perder algo na Petrobras é zero. Só o governo tá pegando 11 bilhões de reais, uma quantia vai para acionistas. Se você comprar uma ação de qualquer empresa pode perder, se comprar da Petrobras não perde nunca”.

O presidente ainda voltou a criticar Estados pela cobrança de Imposto sobre a Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) sobre os combustíveis. Ele elogiou o governador de Minas Gerais, Romeu Zema (Novo), pelo congelamento do tributo que incide sobre o diesel. “Ele tem a noção que isso interfere mais ainda a vida de todos nós”, opinou.

CPI da Covid

Bolsonaro também comentou os pedidos de indiciamentos contra ele aprovados pela CPI da Covid no Senado na terça-feira (26). Segundo ele, as ações não o abalam “porque não está preocupado com a própria imagem”.

“A gente sabe que foi uma palhaçada essa comissão”, ironizou. “Ela causa um estrago não em cima de mim, eu to aqui pra apanhar também, não to preocupado com minha biografia minha. Agora, para fora do Brasil a imagem é péssima, acham que tão vivendo aqui uma ditadura.”

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Brasil

Brasil registra mais 433 mortes por Covid; média móvel segue estável pelo 3º dia
Apesar da crise econômica, vacinação contra covid estimula brasileiros das classes C e D a retomarem viagens de avião
Pode te interessar
Baixe o app da TV Pampa App Store Google Play