Sábado, 13 de abril de 2024

Bolsonaro pede visto de turista para permanecer nos Estados Unidos

O visto oficial do ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) vence na próxima segunda-feira (30). Por isso, o ex-mandatário está buscando um visto de turista para continuar nos Estados Unidos.

Bolsonaro está no país norte-americano desde o dia 30 de dezembro e esticou a estadia por tempo indeterminado após os ataques promovidos nas sedes dos Três Poderes, em Brasília (DF), no dia 8 de janeiro.

O receio do ex-chefe do Executivo é receber ordem de prisão ao retornar ao Brasil. O nome dele foi incluído em inquérito aberto para investigar as responsabilidades sobre os atos extremistas.

Nos Estados Unidos, o presidente Joe Biden sofre pressão interna, por parte dos parlamentares democratas, em razão da permanência de Bolsonaro no país. Quarenta e seis deputados americanos pediram que o governo Biden não permita que o ex-presidente do Brasil permaneça nos EUA e que o FBI apure se os atos extremistas em Brasília foram planejados em território americano. Além disso, os parlamentares democratas pedem que o presidente dos EUA revogue qualquer visto diplomático que Bolsonaro possa ter.

Investigado

O ministro do STF (Supremo Tribunal Federal) Alexandre de Moraes acolheu pedido da Procuradoria-Geral da República (PGR) para incluir o ex-presidente em um inquérito que investiga a instigação e autoria intelectual dos atos terroristas.

A PGR quer apurar se Bolsonaro cometeu incitação pública de crime após ele ter compartilhado um vídeo que sugeriu que a eleição do presidente Luiz Inácio Lula da Silva foi fraudada pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) e do STF.

O ex-presidente fez a publicação na noite de segunda-feira, 9, mas apagou a postagem horas depois.

Depois dos ataques de extremistas de 8 de janeiro, cresceram as especulações sobre um possível pedido de extradição do ex-presidente. No entanto, o ministro da Justiça, Flávio Dino, disse que não há elementos para tomar essa ação, pois só é possível pedir a extradição de quem responde por processo criminal.

“Desopilar”

Sobre o pedido do visto de turista, o núcleo de Bolsonaro afirma que a tentativa de mudar o documento não ocorre por medo de prisão, mas para que o ex-presidente tenha mais tempo para “desopilar”.

De acordo com apuração , Bolsonaro tem dito que, se for preso por ordem de Moraes, vai alegar ser um “preso político” alvo de “perseguição”.

A ex-primeira-dama Michelle Bolsonaro voltou sozinha para o Brasil na quinta-feira (26). Ela estava em Orlando (EUA), junto com Bolsonaro. Presidente do PL, Valdemar Costa Neto defendeu o nome de Michelle como possível substituta de Bolsonaro na próxima eleição presidencial.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de em foco

Em anúncio conjunto, PP, PL e Republicanos declaram apoio a Marinho para presidente do Senado
Lula pede a líderes aliados que parem de acionar o Supremo
Pode te interessar
Baixe o app da TV Pampa App Store Google Play