Sexta-feira, 21 de janeiro de 2022

loader

Cidades brasileiras descartam festas, eventos ou shows no Réveillon

Prefeituras de ao menos 20 capitais brasileiras anunciaram que não farão festas de réveillon por conta da Covid: Aracaju, Belém, Brasília, Campo Grande, Cuiabá, Florianópolis, Fortaleza, Goiânia, João Pessoa, Maceió, Manaus, Natal, Palmas, Porto Alegre, Recife, Rio de Janeiro, Salvador, São Paulo, São Luís e Vitória. Em Florianópolis e Recife haverá queima de fogos, mas os shows foram cancelados.

Outras três capitais não costumam fazer eventos no réveillon e seguirão sem festa este ano: Belo Horizonte — que não tem programação especial de Ano Novo desde a virada de 2015 para 2016 —, Curitiba e Teresina.

Porto Velho ainda planeja fazer o evento.

Em Roraima, o governo estadual informou que avalia se vai manter a festa na capital Boa Vista. A decisão deve ficar para  esta segunda-feira (6). Inicialmente estava previsto um show da cantora Joelma para a virada.

Ainda não há definição se haverá o evento em Macapá e Rio Branco.

Veja, abaixo, a situação em algumas capitais pelo País:

Brasília

Inicialmente, o governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha (MDB), tinha confirmado a realização de festas para o réveillon neste ano. No entanto, decidiu voltar atrás na decisão e cancelou o evento em razão da pandemia. A festa da virada de 2020 para 2021 também tinha sido cancelada.

Florianópolis

Florianópolis terá queima de fogos no réveillon este ano, mas sem shows. O objetivo é evitar aglomerações e o contágio da Covid-19. A prefeitura confirmou que não haverá mudanças nesse plano por conta da nova variante ômicron. O município informou que a ideia é fomentar comemorações nos próprios bairros, para girar a economia local e evitar grandes aglomerações.

No última virada com a tradicional programação, de 2019 para 2020, ocorreu a queima de fogos na Ponte Hercílio Luz. Além do espetáculo, houve shows musicais em duas estruturas, na Beira-Mar Norte e na Continental, com a presença de milhares de pessoas.

Porto Alegre

A Prefeitura de Porto Alegre anunciou o cancelamento das festas de réveillon em razão da pandemia de covid. As celebrações do município seriam feitas na Orla do Guaíba, junto à Usina do Gasômetro. A última celebração oficial do Ano Novo em Porto Alegre ocorreu na virada de 2019 para 2020. No réveillon de 2020 para 2021, o público foi à Orla do Guaíba, mas não houve shows.

Na terça-feira passada, a prefeitura havia informado que trabalhava “com a possibilidade’ de realizar a festa”, mas que o planejamento levaria em conta o atual cenário epidemiológico.

Recife

O Recife não terá shows na orla da cidade durante o réveillon 2022 devido à pandemia da Covid-19. A queima de fogos está mantida. No último réveillon, Recife não realizou queima de fogos devido à pandemia e às medidas restritivas em vigor na época.

Neste ano, ela será descentralizada e vai durar 17 minutos na orla de Boa Viagem, com suporte de quatro balsas no mar, de acordo com a prefeitura. Nos polos no Ibura, em Jardim São Paulo, no Morro da Conceição e na Lagoa do Araçá, serão cinco minutos de fogos na virada do ano.

Rio de Janeiro

O prefeito Eduardo Paes anunciou neste fim de semana que decidiu cancelar a celebração oficial do réveillon no Rio. Em publicação em suas redes sociais, Paes escreveu: “Respeitamos a ciência. Como são opiniões divergentes entre comitês científicos, vamos sempre ficar com a mais restritiva.

O Comitê da prefeitura diz que pode. O do Estado diz que não. Então não pode. Vamos cancelar dessa forma a celebração oficial do réveillon do Rio.”

Salvador

O prefeito de Salvador, Bruno Reis (DEM), anunciou o cancelamento do Festival Virada, para celebrar o réveillon de 2022. “Os números de óbitos e internações só fazem cair na nossa cidade. Só que, em um cenário de incertezas e dúvidas, não há como realizar Festival Virada, que é um evento para mais de 250 mil pessoas”, argumentou.

São Paulo

A Prefeitura de São Paulo decidiu cancelar a festa de réveillon na Avenida Paulista, informou o secretário municipal de Saúde, Edson Aparecido. A decisão deve ser anunciada oficialmente pelo prefeito da cidade, Ricardo Nundes (PDT), após conclusão de um estudo da vigilância de saúde municipal. Embora haja queda nos indicadores, o estudo levou em conta a chegada da variante ômicron ao SP.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Brasil

Calendário Escolar 2022 da rede estadual de ensino começa em 21 de fevereiro
A partir desta segunda, será ampliada ainda mais a oferta de transporte coletivo em Porto Alegre
Pode te interessar
Baixe o app da TV Pampa App Store Google Play