Domingo, 03 de julho de 2022

loader

Com dois gols de Edenilson, Inter vence o Independiente Medellín e assume liderança na Sul-Americana

No frio de sensação térmica inferior a 10ºC, o Inter venceu nesta terça (17), em Porto Alegre, o Independiente Medellín por 2 a 0 e assumiu a liderança do Grupo E da Copa Sul-Americana após cinco rodadas. Os gols foram marcados pelo capitão Edenilson (20min/1T° / 11min/2T°).

O resultado coloca o time gaúcho na liderança da chave. Com 9 pontos, o Colorado pula para o primeiro lugar. Porém, o posto está ameaçado pelo Guaireña, que enfrenta o 9 de Octubre também nesta terça.

Os colombianos estão eliminados, com quatro pontos.

O Inter volta a campo no sábado (21) para encarar o Cuiabá, pelo Brasileirão. O Independiente Medellín terá pela frente o La Equidad, pelo Colombiano, no mesmo dia.

A partida

O Inter foi melhor em campo desde o começo do jogo. Sempre no campo de ataque, com um sistema de marcação bem encaixado no adversário, o Colorado empilhou chances na partida. Sobraram oportunidades antes mesmo do gol de Edenilson, ainda no primeiro tempo. E depois do gol, a superioridade foi mantida, na mesma proporção do desperdício. Ao avançar, porém, o time gaúcho abriu espaço para saídas em velocidade do adversário e também foi ameaçado. O segundo gol justificou a superioridade gaúcha.

Já o Independiente Medellín teve poucas construções de jogadas realmente boas. Quando tentava trocar passes, acabava atrapalhado pela boa marcação do Inter. Sem conseguir muitos momentos nas cercanias da área do Colorado, o time colombiano tratou de apostar em chutes de longe. Sua principal arma, além das tentativas de longe, foram os contra-ataques rápidos.

Punho erguido contra o racismo

Ao abrir o placar para o Inter sobre o Independiente Medellín, Edenilson respondeu em um gesto típico da luta contra o racismo à suposta injúria sofrida por parte do lateral-direito do Corinthians, Rafael Ramos, no último sábado.

Aos 18 minutos do primeiro tempo, David cruzou para Edenilson fazer o gol colorado. Na comemoração, o volante tirou a camisa para mostrar a cor da pele e vibrou com o símbolo do combate ao racismo, com o punho erguido.

Mauricio e Fabricio Bustos se aproximaram e repetiram o gesto. Na sequência, o autor do gol colorado (que acabou punido com o cartão amarelo) foi abraçado por todo o grupo.

O episódio é uma resposta ao que Edenilson passou no final de semana. Durante o empate em 2 a 2 com o Corinthians, o volante colorado acusou Rafael Ramos de tê-lo chamado de “macaco”.

O lateral-direito do Timão negou ter cometido a injúria racial, mas acabou detido e precisou pagar a fiança de R$ 10 mil em espécie.

Após a partida, Edenilson registrou boletim de ocorrência na Polícia Civil. Ele prestou depoimento em uma sala do Beira-Rio juntamente com o presidente do Inter, Alessandro Barcellos. O árbitro da partida, Bráulio da Silva Machado, foi ouvido na sequência. Ele relatou o ocorrido em súmula.

O caso passará por uma perícia de leitura labial, conforme a Polícia Civil, no prosseguimento da investigação. Na esfera desportiva, a Procuradoria do STJD solicitou inquérito para apurar a denúncia feita pelo meio-campista do Inter.

Ficha técnica

Inter

Daniel; Fabricio Bustos (Heitor), Bruno Méndez, Vitão e Renê (Moisés); Rodrigo Dourado, Edenilson, De Pena (Liziero) e Maurício (Estevão); Wanderson e David (Alemão). Técnico: Mano Menezes.

Independiente Medellín

Marmolejo; Arboleda, Víctor Moreno, Cadavid e Gómez (Pardo); Adrián Arregui; Juan Díaz (Castrillon), David Mosquera, Pineda (Juan Cuesta) e Vladimir Hernández (Ricaurte); Luciano Pons (Cambindo). Técnico: Julio Comesaña.

Arbitragem

Facundo Tello, auxiliar por Ezequiel Brailovsky e Facundo Rodríguez (trio argentino).

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Inter

Argentino procurado pela Interpol é preso pela polícia gaúcha em Santa Catarina
Após dois anos de interrupção, Parque de Esteio volta a receber a Fenasul-Expoleite
Pode te interessar
Baixe o app da TV Pampa App Store Google Play