Segunda-feira, 04 de julho de 2022

loader

CPI da Covid ouve representante do Conasems nesta terça-feira

A CPI da Covid convidou Helton da Silva Chaves, representante da Conasems, para depor como testemunha nesta terça-feira (19). O requerimento feito pelo vice-presidente da CPI, senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP) tem como justificativa uma reunião realizada no dia 7 deste mês, na qual o relatório de diretrizes para tratamento de pacientes com Covid-19 seria votado pelo plenário da Conitec.

Segundo o requerimento, o documento foi retirado de pauta a pedido do Ministério da Saúde. Na ocasião, Helton Chaves se manifestou contrariamente ao adiamento. A CPI que entender o porquê do pedido de adiar a votação.

A cúpula da CPI suspeita que a Conitec retirou da pauta a votação de parecer contra o chamado “kit covid” na sessão do dia 7 de outubro para evitar que a recomendação contra a cloroquina fosse incluída no relatório da CPI. Nos bastidores do Ministério da Saúde, entretanto, a informação é que a ordem veio “de cima”.

Para integrantes da cúpula da CPI, o relatório seria a “prova do crime” do governo durante a pandemia e poderia passar a constar como mais um elemento probatório contra o governo no relatório do senador Renan Calheiros (MDB-AL).

O relator já adiantou que vai sugerir o indiciamento do presidente Jair Bolsonaro, que sempre incentivou o uso de medicamentos como cloroquina, hidroxicloroquina e ivermectina para tratar a doença, mesmo não havendo comprovação científica sobre a eficácia dos fármacos contra a Covid. E o relatório da Conitec excluiria, de vez, o uso de medicamentos do chamado “kit Covid” para tratar pessoas com a doença.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Política

Divulgada lista da segunda chamada do auxílio emergencial aos profissionais de Educação Física
Nova base cartográfica do Rio Grande do Sul atualiza dados da década de 1970
Pode te interessar
Baixe o app da TV Pampa App Store Google Play