Domingo, 25 de fevereiro de 2024

Daniel Alves muda versão e diz que fez sexo consensual com espanhola que o acusa de estupro

Preso preventivamente em Barcelona (Espanha) desde a sexta-feira (20), sem direto à fiança, o veterano lateral-direito brasileiro Daniel Alves mudou sua versão durante o depoimento sobre a acusação de ter estuprado uma cidadã do país europeu. O jogador de 39 anos havia dito à Polícia que sequer conhecia a vítima, mas depois relatou em um Tribunal que o sexo com a mulher, de 23, foi consensual.

Conforme com o jornal “El Periodico”, essa contradição e também o fato de o atleta não ter endereço conhecido na Espanha teriam motivado a Justiça a aceitar o pedido do Ministério Público para que ele não pudesse aguardar em liberdade o andamento do processo. Daniel é mantido em um centro penitenciário destinado a reclusões preventivas, a 30 quilômetros do centro de Barcelona.

“Eu estive nesse lugar [a boate onde teria ocorrido a agressão sexual] e quem me conhece sabe que adoro dançar, mas sem invadir o espaço de ninguém, respeitando os outros. E quando você vai ao banheiro não tem que perguntar quem está lá para usar o banheiro. Não sei quem é essa senhorita, nunca a vi. Nestes anos todos nunca invadi o espaço de ninguém sem autorização”, declarou o brasileiro a uma emissora de TV ibérica no começo do ano, quando o caso veio à tona.

A denúncia, em tramitação na Justiça da Catalunha, foi feita por uma mulher que estava na mesma festa que Alves, em uma boate de Barcelona, no fim de dezembro. Em depoimento, ela teria feito o seguinte relato: por volta das 2h da manhã, foi com duas amigas à boate Sutton e foi convidada por amigos a entrar na área VIP, onde estava o jogador, que teria paquerado de forma inconveniente a suposta vítima e outras mulheres.

Por volta das 4h da manhã, ela foi até o banheiro e o jogador foi atrás dela. A mulher disse que ele falava coisas em português que não davam para entender completamente. Alves então a teria agarrou com força pela mão, colocando-a sobre seu pênis. Depois disso, ela tentou sair de lá, mas foi impedida pelo atleta.

Alves teria sentado em um vaso sanitário e a obrigado a sentar em seu colo. Ao resistir, ele a teria jogado no chão e a forçado a fazer sexo oral nele. Como ela reagiu novamente, Alves a agrediu e levantou do chão, penetrando-a com força até ejacular. Ele então teria dito para ela ficar ali, para que ele saísse primeiro do banheiro.

Um repórter do jornal “El Periódico” teve acesso às imagens de câmeras de segurança e disse que elas mostram Daniel Alves saindo primeiro do banheiro, sozinho, e depois ela. Já uma reportagem do “El País” informa que, conforme o relato, o estupro foi muito violento e durou cerca de 15 minutos. No banheiro foram encontrados restos de sêmen e um relatório médico constatou na vítima marcas compatíveis com estupro.

Na denúncia consta que após o suposto crime, a mulher se queixou com funcionários da boate, que chamaram a polícia. Quando os policiais chegaram ao local, o brasileiro já havia ido embora.

A prisão

Na sexta-feira passada, o atleta veterano atendeu a um pedido dos investigadores e foi voluntariamente até a delegacia em Barcelona. Depois de prestar depoimento de 45 minutos, a juíza acatou o pedido de prisão preventiva e sem fiança, feito pela promotoria e pelos advogados da vítima.

A magistrada alegou quatro motivos para a medida: Daniel Alves não tem endereço fixo na Espanha, tem plenas condições financeiras para fugir, não há acordo de extradição da Espanha com o Brasil e há risco de obstrução de justiça pelo investigado.

O jogador mora atualmente no México, mas retornou à Espanha para o velório da sua sogra, que morreu no dia 13 de janeiro. Antes de voltar ao México, ele foi até a delegacia prestar depoimento. Ele está Agora na Penitenciária Brians 1, a 30 quilômetros do Centro de Barcelona. A Justiça espanhola não determinou um prazo para ele ser solto ou julgado. Se for condenado, poderá receber sentença de um a 15 anos de cadeia.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Esporte

Direção do São Paulo continuará pagando o valor da rescisão de contrato com Daniel Alves mesmo com o jogador preso
Lula viaja neste domingo para a Argentina em sua primeira agenda internacional
Pode te interessar
Baixe o app da TV Pampa App Store Google Play