Terça-feira, 05 de julho de 2022

loader

Durante sua apresentação como treinador do Barcelona, Xavi Hernández confirmou ter sido convidado para trabalhar como auxiliar de Tite na Seleção Brasileira e assumir o comando da equipe depois da Copa do Mundo do Catar

Novo treinador do Barcelona, Xavi Hernández foi apresentado pelo clube catalão na segunda-feira (8). E confirmou em sua primeira entrevista coletiva como comandante da equipe que recusou uma proposta da CBF para comandar a seleção brasileira. O espanhol não indicou exatamente quando recebeu o convite, mas que disse “não” pensando justamente em uma possível oportunidade futura no Barça.

“É verdade que me ofereceram. Primeiro, seria auxiliar de Tite, e depois da Copa assumiria a Seleção. Mas minha ideia era vir ao Barça.”

Xavi foi apresentado oficialmente pelo Barcelona depois de o clube passar a semana passada tentando a liberação sem custos junto ao Al Sadd. Um dos maiores ídolos da história do clube, o ex-meia assinou contrato até 2024, retornando ao Barça depois de mais de seis anos de sua despedida.

Xavi retorna ao Barcelona após mais de seis anos de seu adeus como jogador, quando prometeu que retornaria um dia para assumir outra função relacionada ao futebol. Desde então, o espanhol estava no Catar, onde é um dos principais embaixadores da Copa do Mundo de 2022. Ele atuou pelo Al Sadd até 2019, quando se aposentou e se transformou em treinador.

O ex-meia sempre foi o técnico sonhado pelo presidente Joan Laporta, que assumiu o comando do clube catalão no começo deste ano. Porém, o mandatário decidiu dar um voto de confiança a Ronald Koeman ao fim da temporada passada, quando Messi ainda estava no elenco. O holandês, entretanto, não resistiu ao mau começo de temporada e foi demitido no mês passado. Desde então, a diretoria começou a negociar com Xavi e foi ao Catar na semana passada para conseguir a liberação do Al Sadd sem custos.

Corte na Seleção

A Seleção Brasileira iniciou na segunda a preparação para o jogo desta quinta (11) contra a Colômbia, pelas Eliminatórias da Copa, mas somente nesta terça (9) Tite pôde contar com o grupo completo.

Na segunda, o treinador precisou cortar o zagueiro Lucas Veríssimo, do Benfica, que sofreu grave lesão no joelho direito, terá de passar por cirurgia e não deve mais jogar nesta temporada. Para substituí-lo, foi chamado Gabriel Magalhães, de 23 anos, que joga no Arsenal. É sua primeira convocação para integrar a seleção principal.

É a segunda mudança forçada na lista inicial de Tite para as partidas com Colômbia e Argentina (dia 16) por causa de contusão. Roberto Firmino já havia sido liberado e deu o lugar a Vinícius Junior.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de em foco

Para muitos nova-iorquinos, tradicional maratona serviu como metáfora para a árdua recuperação da cidade que foi um dos lugares mais devastados pela covid-19
Grêmio vence o Fluminense por 1 a 0 e mantém viva possibilidade de permanência na série A do Brasileirão
Pode te interessar
Baixe o app da TV Pampa App Store Google Play