Terça-feira, 25 de junho de 2024

Em Portugal, brasileiros comandavam laboratório de cocaína que faturava R$ 52 milhões por semana

Dois brasileiros foram presos em Guimarães, Portugal, após o desmantelamento de um laboratório de cocaína que tinha capacidade de produzir 100 quilos por semana, segundo estimativa da Polícia Judiciária (PJ), que cedeu as fotos da apreensão ao Portugal Giro.

Em associação com dois colombianos, também presos, os brasileiros alugaram uma casa em área rural isolada em uma aldeia de Gondomar, onde produziam e exportavam. O lucro semanal estimado, de acordo com o valor avaliado da produção semanal, é de R$ 52 milhões.

A PJ de Braga apreendeu 50 quilos de pasta de coca de origem colombiana, 250 mil doses da droga, armas, munições, um carro e cerca de € 17 mil (R$ 89 mil).

A produção era feita manualmente durante 24 horas por dia e tinha como destino países da Europa, mas também era distribuída, em menor quantidade, em Portugal.

Apesar das crises, Portugal é eldorado dos empresários brasileiros

A rede criminosa identificava com um símbolo específico as embalagens, que também eram marcadas com o nome do comprador da droga.

O diretor da PJ de Braga, António Gomes, revelou que as investigações começaram há meses desde que os policiais começaram a suspeitar de um integrante do grupo.

A casa foi alugada há semanas e teve seus cômodos divididos para atender cada etapa da produção da cocaína pura.

Os criminosos responderão por tráfico de drogas, associação para o crime, lavagem de dinheiro e porte ilegal de armas de fogo.

Empresários

A economia desacelera, os aluguéis disparam e a política perde a estabilidade. Informações que poderiam afastar qualquer investidor estrangeiro. Menos o brasileiro, cada vez mais inclinado a expandir empresas e fazer negócios em Portugal.

Segundo afirmou o embaixador do Brasil em Lisboa, Raimundo Carreiro, há mais investimento brasileiro em Portugal que em outros países da Europa.

“Portugal virou rapidamente um dos destinos preferidos dos investidores e empresários brasileiros. Vale notar que há mais investimento brasileiro em Portugal do que em economias europeias maiores, como Alemanha, França e Itália. São desde grandes investimentos, como aqueles realizados pela Embraer e pela Companhia Siderúrgica Nacional (CSN), até os investimentos realizados por milhares de pequenos empreendedores, nos mais diversos setores da economia portuguesa”, informou Carrero.

Além do recorde de participantes no Web Summit oficialmente apoiados pela Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex Brasil), diversas missões empresariais paralelas partiram do Brasil rumo ao evento levando centenas de executivos e empreendedores.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de em foco

Após receber brasileiros, Lula diz que atitude de Israel com mulheres e crianças “é igual a terrorismo”
O Conselho Nacional de Justiça vai deliberar sobre mudanças no Código de Ética para incluir o assédio moral, sexual e outras formas de discriminação como conduta vedada aos juízes
Pode te interessar
Baixe o app da TV Pampa App Store Google Play