Quarta-feira, 01 de dezembro de 2021

loader

Empréstimo consignado muda em 2022 para segurados do INSS e voltará ao seu percentual tradicional, de até 35% do benefício

No ano que vem, o empréstimo consignado concedido aos segurados do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) voltará a sua margem tradicional. Dessa forma, até o dia 31 de dezembro estará disponível o percentual liberado para empréstimos descontados direto no pagamento da previdência de 40%.

Agora, a margem voltará a ser de até 35% do benefício, sendo 30% para o pagamento de empréstimos pessoais e 5% para débitos relacionados a despesas ou saques com cartão de crédito.

Em razão da crise econômica provocada pela pandemia da covid-19, o governo federal editou, em março deste ano, uma Medida Provisória (MP) para amenizar a situação de aposentados e pensionistas que precisaram recorrer a empréstimos para pagar suas contas. Não há previsão de que a MP seja prorrogada.

De acordo com o Banco Central, em junho deste ano, o número de operações de crédito consignado chegou a 54,1 milhões.

Com o fim da MP, também não passará a ser mais obrigatória a suspensão do pagamento das parcelas dos novos contratos. Para quem deseja assinar o contrato, os especialistas indicam que os segurados confiram com os bancos ou financeiras se a possibilidade existe e se o adiamento irá aumentar o gasto com juros e taxas.

“Tem que ver qual preço vai estar se pagando de fato por esse empréstimo consignado, porque vai depender do que os bancos oferecem de taxas. Deve-se pesquisar bem entre as instituições a melhor taxa de juros”, explica advogada especialista em direito previdenciário Silvia Correia.

O empréstimo consignado é conhecido por ter as menores taxas de juros do mercado, por isso é o tipo mais procurado de empréstimo. Por isso, a indicação de especialistas é de solicitar o consignado para pagar dívidas com taxas mais altas.

Para o banco conceder o empréstimo ao segurado, é exigido o último contra-cheque ou a última carta de benefício, ou seja, o último demonstrativo de pagamento do benefício. Dessa forma, vai verificar o valor de salário. Além disso, se pede declaração de margem de consignado – para saber qual valor dentro do percentual permitido em lei do salário do beneficiário é possível para ser disponibilizado.

“A margem tem que ser informada para que a instituição que vai fornecer esse crédito possa saber o valor máximo de prestação que pode ser suportado”, explica a advogada.

Para a profissional, há uma falsa impressão de que uma maior margem de crédito consignado é um benefício para o aposentado. Ela explica que o empréstimo consignado é muito aceito pelos credores pelo fato da certeza de pagamento.

Para conferir em até quanto o beneficiário pode ficar comprometido com o empréstimo, as pessoas podem acessar o Meu INSS, site ou aplicativo, ir na opção “Serviços em Destaque”, e clicar em “Extrato de Empréstimo”.

Os segurados podem contratar até nove empréstimos, além de ter um cartão de crédito consignado ao mesmo tempo, que tem um limite de gastos.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Brasil

Pandemia na Europa: Angela Merkel teme pior momento da covid na Alemanha; Áustria inicia 4º lockdown
Motorista avança contra desfile de Natal em Wisconsin, nos Estados Unidos, e deixa cinco mortos e 40 feridos; Polícia descarta terrorismo
Pode te interessar
Baixe o app da TV Pampa App Store Google Play