Quarta-feira, 22 de maio de 2024

Entidades empresariais gaúchas lideram campanha para a atualização do teto do Simples Nacional

Entidades empresariais gaúchas lideram uma campanha em todo o País para solicitar ao Congresso Nacional a atualização imediata da tabela do Simples Nacional, alegando que a defasagem da mesma, que não é atualizada desde 2018, já alcança 75,81%. O objetivo é ampliar a faixa de faturamento para a adesão de micro e pequenas empresas ao regime tributário.

O estudo “A Atualização do Simples e seus Impactos na Economia Nacional”, realizado pela Escola de Negócios da PUCRS a pedido do Sindha (Sindicato de Hospedagem e Alimentação de Porto Alegre e Região), aponta que a atualização das faixas do Simples significaria uma disponibilização de R$ 77 bilhões para os setores produtivos brasileiros, equivalendo à metade da arrecadação do regime em 2022.

Segundo o estudo, essa disponibilização de recursos permitiria às empresas criar 650 mil novos empregos, principalmente concentrados na escolaridade ensino médio completo, na faixa de 30 a 39 anos, o que significaria um incremento de até 6% nos empregos formais nas empresas optantes pelo Simples, e investir em seus negócios, comprando insumos, aumentando parques produtivos e de prestação de serviços.

De acordo com o levantamento, a arrecadação do Simples Nacional representa apenas 6% da arrecadação total do governo federal. O estudo aponta que a progressão da tabela não seria prejudicial aos cofres do setor público e ainda colaboraria com a geração de empregos.

Outro dado apontado pelo estudo seria a geração de impostos em efeito direto e indireto de R$ 17 bilhões, compensando a atualização e retornando rapidamente aos cofres da União, Estados e municípios, antes de cinco anos.

As entidades empresariais reivindicam a atualização imediata do Simples Nacional, independentemente da votação da reforma tributária, além de solicitar mais atenção dos parlamentares e do governo federal, assim como da sociedade como um todo.

A campanha é assinada por diversas entidades empresariais do RS e do País. São elas:

Federação Brasileira de Hospedagem e Alimentação – FBHA

Associação Nacional de Restaurantes – ANR

Sindicato de Hospedagem e Alimentação de POA e Região – Sindha

Sindicato de Hotéis, Restaurantes Bares e Similares de Santo Ângelo

Sindicato dos Hotéis, Restaurantes Bares e Similares de Osório

Sindicato de Hotéis, Restaurantes Bares e Similares de Erechim

Sindicato de Hotéis, Restaurantes Bares e Similares de Garibaldi

Sindicato da Hotelaria, Restaurantes, Bares, Parques, Museus e Similares da Região das Hortênsias – Sindtur

Sindicato dos Hotéis, Restaurantes Bares e Similares de Santa Maria

Sindicato dos Hotéis de Porto Alegre – Shpoa

Sindicato dos Hotéis, Restaurantes Bares e Similares de Uruguaiana

Sindicato de Hotéis, Restaurantes, Bares e Similares de Passo Fundo

Sindicato de Hotéis, Restaurantes Bares e Similares de Pelotas

Presidente do Sindicato Empresarial de Gastronomia e Hotelaria Região Uva e Vinho – Segh

Sindicato de Hotéis, Restaurantes Bares e Similares de Novo Hamburgo – SindGastrHô

FBHA RS – Regional Sul

Sindicato dos Lojistas de Porto Alegre – Sindilojas

Câmara de Dirigentes Lojistas de Porto Alegre – CDL

Associação Brasileira de Bares e Restaurantes – Abrasel

Sindicato da Hotelaria do Estado do Rio Grande do Sul – Sindihotel

Federação Varejista do RS

Federação de Entidades Empresariais RS  – Federasul

Federação das Câmaras de Dirigentes Lojistas – FCDL-RS

Associação Comercial de Porto Alegre – ACPA

Federação Nacional das Empresas de Serviços Contábeis e das Empresas de Assessoramento, Perícias, Informações e Pesquisas – FENACON

Sindicato das Empresas de Serviços Contábeis e das Empresas de Assessoramento, Perícias, Informações e Pesquisas do Estado do Rio Grande do Sul – SESCON

Sindicado de Bares e Restaurantes do Rio de Janeiro – SINDRIO

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Economia

Temporais desta segunda-feira causaram quatro mortes em cidades gaúchas
Mega-Sena pode pagar R$ 55 milhões nesta terça-feira
Pode te interessar
Baixe o app da TV Pampa App Store Google Play