Segunda-feira, 15 de julho de 2024

Exportações do agronegócio gaúcho batem recorde e ultrapassam 15 bilhões de dólares em 2021

Impulsionadas pelas vendas de soja no quarto trimestre de 2021, que registraram um crescimento de 549,9% em relação ao mesmo período do ano anterior, as exportações do agronegócio gaúcho totalizaram US$ 15,3 bilhões, uma alta de 52,4% na comparação com 2020.

O valor é o maior já registrado desde o início da série histórica, em 1997, e representa um aumento de US$ 5,3 bilhões em termos absolutos em relação a 2020.

Dos cinco principais setores exportadores do agronegócio do Rio Grande do Sul, o complexo soja (US$ 7,8 bilhões; +104,6%) foi o mais representativo tanto em números absolutos quanto em alta percentual. Os setores de carnes (US$ 2,3 bilhões; +17,3%), produtos florestais (US$ 1,5 bilhão; +53,1%) e cereais, farinhas e preparações (US$ 697,9 milhões; +4,5%) também apresentaram alta, enquanto o fumo (US$ 1,2 bilhão; -8,9%) foi o único a registrar queda nas vendas em 2021.

Os dados fazem parte do boletim Indicadores do Agronegócio do RS, divulgado nesta quinta-feira (10). O levantamento foi elaborado pelos pesquisadores Sérgio Leusin Júnior e Rodrigo Feix, do Departamento de Economia e Estatística, vinculado à Secretaria de Planejamento, Governança e Gestão.

“O ano de 2021 ficou marcado pelo restabelecimento dos níveis de produtividade das safras de verão no Estado, que foram profundamente abalados pela estiagem em 2020. Além da safra cheia, o incremento nos preços médios dos produtos exportados pelo agronegócio também contribuiu para o desempenho exportador no período”, ressaltou Leusin.

No complexo soja, o desempenho de 2021 foi puxado pelas exportações do grão (US$ 6,2 bilhões; +111,1%), farelo (US$ 1,2 bilhão; +47,3%) e óleo (US$ 422 milhões; +449,4%). Sem o impacto da estiagem na produção da oleaginosa, que deixou os estoques praticamente zerados no final de 2020, os números do quarto trimestre do ano foram os definidores para a alta anual. No último trimestre de 2021, as exportações da soja em grão subiram 5.055,8% (mais US$ 1,2 bilhão) na comparação com o mesmo período do ano anterior.

No setor de carnes, 2021 foi marcado pelo crescimento nas exportações de frango (US$ 1,2 bilhão; +27,7%) e de carne suína (US$ 711 milhões; +13,3%). A carne bovina registrou queda nas vendas (US$ 308 milhões; -6%), movimento atribuído no boletim ao embargo promovido pela China no período entre setembro e dezembro. Ainda assim, o setor de carnes registrou em 2021 o maior volume exportado da história, com 1,2 milhão de toneladas comercializadas, 0,71% superior à melhor marca anterior, de 2008.

Principais destinos

A China manteve a liderança entre os principais destinos das exportações do agronegócio gaúcho em 2021. O país asiático foi responsável por 48,6% das compras, seguido por União Europeia (11,2%), Estados Unidos (4,4%), Coreia do Sul (3%) e Vietnã (2,4%). Em números absolutos, o aumento nas vendas externas para a China foi de US$ 3,3 bilhões, uma alta de 78,9% na comparação com 2020, puxada pela soja em grão.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Agro

Praias da Zona Sul de Porto Alegre têm quatro pontos próprios para banho
Governo federal inclui mais de 556 mil novas famílias no Auxílio Brasil
Pode te interessar
Baixe o app da TV Pampa App Store Google Play